Sindicato dos Metalúrgicos garante show do Jota Quest

0
948

 

Os fãs do Jota Quest podem ficar despreocupados, pois o show marcado para o próximo domingo (24) está confirmado. Após a prefeitura desistir de arcar com os custos da parte estrutural do evento, o Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região vai bancar as despesas das apresentações da banda mineira e também da Chimarruts e do cantor Rael.

Devido a um problema de agenda, a apresentação do Jota Quest, que a princípio aconteceria no dia 1° de maio, na Festa do Trabalhador, foi remarcada para este domingo. De acordo com o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, José Pereira dos Santos, em acordo inicial a prefeitura havia garantido os custos do palco, iluminação e som para realização do evento.

 

jota-quest-guarulhos

“O prefeito Almeida deu a palavra, mas agora voltou atrás. Para não desmoralizar a cidade e a rádio Mix, que arca com os artistas e fez toda a propaganda, o sindicato vai assumir estes custos”, explica. Nas contas do sindicalista, as despesas devem chegar a R$ 80 mil.

A prefeitura não explicou o motivo pelo qual desistiu de arcar com sua parte no acordo inicial. Em nota, a Secretaria de Cultura informou que está como parceira no evento junto com a Rádio Mix e o Sindicato dos Metalúrgicos, que é responsável pela montagem da estrutura. A pasta afirmou que a participação do governo municipal se dará com a disponibilização do local para o evento, efetivo da Guarda Civil Municipal (GCM), Defesa Civil e da Secretaria de Transportes e Trânsito (STT).

O evento gratuito que recebe o nome de “Mix ao Vivo” acontece a partir do meio-dia, no Parque Linear, localizado na avenida Transguarulhense. A expectativa dos organizadores é de que mais de 50 mil pessoas assistam as apresentações.

 

Apresentação de Paula Fernandes foi marcada por contradições

 

O impasse da prefeitura com o evento de domingo resgata a contrariedade das informações sobre o show da cantora Paula Fernandes, na Festa do Trabalhador.

O governo divulgou ter contratado a sertaneja por R$ 148 mil. Mas a assessoria da cantora negou que ela receberia qualquer tipo de cachê, já que o evento tratava-se de uma promoção da Rádio Tropical FM, em parceria com a gravadora, a Universal Music.

Ao saber da declaração da artista, a prefeitura cancelou o pagamento que seria feito à produtora. O Executivo garantiu que não sabia da parceria e que não teve nenhum contato com os agentes da cantora, somente com a empresa organizadora, Grimark Eventos. Por sua vez, a produtora afirmou que a própria Grimark Eventos foi quem abriu mão do cachê.

 

Fonte: Guarulhos Hoje