Química no Bonsucesso incomoda moradores

0
2681

 

A indústria química AMC do Brasil Ltda., que vem incomodando os moradores do Jardim Bonsucesso, onde está instalada, por conta da grande quantidade de fumaça, está funcionando de forma irrgular, de acordo com informações da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo).

A empresa teve a validade da sua Licença de Operação expirada no dia 7 de junho, só apresentou os documentos cinco dias depois e a análise ainda não foi concluída.

 

industria-guarulhos

Uma das denúncias é que a AMC do Brasil emite muita fumaça preta, decorrente da queima de combustível em caldeira, que inclusive invade as instalações de um asilo vizinho, a Casa de Repouso Akebono. Em vistoria, técnicos da Cetesb e da Agência Ambiental de Guarulhos constataram a fumaça, e também que a caldeira encontra-se em funcionamento ilegal, pois não possui as devidas licenças da Companhia Ambiental, que afirmou que irá tomar as ações legais cabíveis contra a fábrica.

A Casa de Repouso Akebono, que cuida atualmente de 44 idosos, é o maior prejudicado pela emissão de fumaça, já que as saídas de gás ficam coladas ao asilo. “Eles soltam muita fumaça preta, praticamente todos os dias, e deixa muita fuligem por aqui. Não podemos mais trazer os idosos para tomar sol e precisamos deixar a casa de repouso o dia todo com as janelas fechadas”, contou Maria Aparecida da Silva, de 48 anos, que trabalha no asilo.

A equipe de reportagem do jornal Guarulhos Hoje tentou contato com a AMC do Brasil, mas a empresa não quis se pronunciar. A indústria química, que fabrica ceras, óleos e gorduras para a indústria de cosméticos, tecidos e alimentos, somente afirmou que a fumaça não é tóxica.

 

Fonte: Guarulhos Hoje