Prefeitura interrompe ocupações irregulares em unidade de conservação no Parque do Itaberaba

0
48

 

Através de uma ação integrada de fiscalização, a Prefeitura de Guarulhos flagrou doze edificações irregulares em área de proteção de mananciais na Unidade de Conservação (UC) ambiental Parque Estadual do Itaberaba, importante corredor ecológico entre as serras da Cantareira e da Mantiqueira.

 

 

Das doze edificações irregulares encontradas, oito não eram habitadas e foram demolidas na quinta-feira, dia 1º. Já as quatro restantes estão sob ação judicial para desocupação. Cercas, alambrados e focos de proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus, também foram removidos. Nenhum responsável pelas edificações foi encontrado na área.

 

A ação contou com a participação das secretarias de Meio Ambiente (Sema) e de Administrações Regionais (SAR) de Guarulhos, Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar Ambiental e Fundação Florestal Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de São Paulo e Conselho Regional de Corretores de Imóveis e Grupo de Fiscalização Integrada do Alto Juquery.

 

A Sema salienta que todos os lotes ou terrenos a venda no local são irregulares. Compra, venda e qualquer tipo de negociação na área da UC é crime ambiental.