PL proíbe alimento a pombos

0
959

 

O vereador Toninho da Farmácia (PRP) sofreu uma resistência feroz do líder da oposição na Câmara, Geraldo Celestino (PSDB), quando tentou aprovar o projeto que proíbe a alimentação de pombos na cidade, durante a sessão de terça-feira, 5.

 

Celestino não aceitou os argumentos de Toninho, que afirmou que os pombos são transmissores de doenças e que vivem apenas quatro anos na cidade, enquanto na mata vivem 14.

 

“Tanta coisa para a gente discutir na Câmara, e a gente debatendo sobre pombos”, reclamou Celestino.

 

pombos-guarulhos

Ameaça – Pombos transmitem doenças como toxoplasmose e meningite (Foto: Lucas Dantas)

 

“O senhor deveria procurar informações técnicas antes de criticar meu projeto”, rebateu Toninho.

 

Por fim, a emenda e o projeto substitutivo foram rejeitados pelo Legislativo.

 

O texto inicial, porém, deverá retornar para sessão de quinta-feira, 7, já que não havia quórum suficiente para terminar a votação.

 

Se aprovada, a lei prevê multa de R$ 150 para quem alimentar a ave em qualquer via pública.

 

Fonte: Folha Metropolitana