GCM é preso pela PM

0
1493

 

O guarda civil municipal (GCM) Eduardo Souza da Silva, 43, foi encaminhado, na madrugada de ontem, ao 1º DP após desacatar policiais militares que precisaram contê-lo no Bar Asinha, Macedo. Uma pistola de brinquedo, que estaria com o acusado, também foi apreendida. Segundo uma testemunha, ela assistia ao jogo entre São Paulo e Santos no estabelecimento, localizado no número 156 da Rua São Jorge.

 

gcm-guarulhos

 

Quando o Tricolor fez o primeiro gol da partida, o GCM teria ofendido a namorada da testemunha e, em seguida, saído de perto. Um PM de folga, que fazia a segurança do bar, acionou apoio. Como havia a informação de que o suspeito teria mostrado uma arma, um tenente se dirigiu ao local.

 

Quando o GCM percebeu a chegada da PM, teria corrido até o banheiro de deficientes e, em seguida, caminhado até o balcão do bar. Testemunhas afirmaram que o guarda ofendeu os policiais, quando eles foram abordar o suspeito. Silva precisou ser imobilizado.

 

Ele bateu a cabeça no balcão do bar e, por isso, foi encaminhado ao Hospital Municipal de Urgências. Durante o trajeto até a unidade de saúde, Silva teria ameaçado os policiais, dizendo que pegaria “um por um” após ser solto. A PM achou a arma de brinquedo dentro do banheiro onde o suspeito entrou após perceber a chegada da viatura. A reportagem apurou que Silva estaria afastado da corporação por “problemas psiquiátricos”.

 

Fonte: Folha Metropolitana