Famílias denunciam falhas em condomínio do governo federal

0
779

 

Pouco mais de um ano após receberem as moradias do programa federal Minha Casa, Minha Vida, as famílias do Conjunto Residencial Esplanada, no Pimentas, apontam diversos problemas e falhas estruturais no condomínio. O empreendimento que superou os R$ 27 milhões e é de gestão da Caixa Econômica Federal abriga cerca de 4 mil pessoas.

Dentre as deficiências apontadas pelos moradores estão infiltrações nos apartamentos, falta de extintores de incêndio, falhas na canalização e distribuição de gás, além de problemas na caixa d’água que abastece todo o condomínio. “A caixa foi interditada, pois está enferrujada por dentro. Agora, a Caixa Econômica Federal contratou caminhões-pipa que não são o suficiente para todos. Já ficamos mais de três dias sem uma gota d’água”, comenta a síndica Cintia Laurene de Souza.

 

minha-casa-minha-vida

De acordo com Cintia, a gestora está ciente da situação, porém, nenhuma atitude foi tomada. “O que cobramos é o que consta no contrato que assinamos quando entregaram o empreendimento. Mas o povo foi enganado. Essa caixa d’água está condenada. Vão esperar que ela caia em cima de alguém ou que um apartamento desabe?”, indaga.

A secretaria de Habitação afirmou que cobra a Caixa para que solucione os problemas e que a prefeitura, por meio do Saae, fornece quantidade de água solicitada pela contratante e gestora do empreendimento.

Em nota, a CEF disse que acionou a construtora responsável pelo empreendimento para realizar os reparos necessários na caixa d’água e que o fornecimento por meio dos caminhões-pipa é uma situação emergencial, porém, toma providências para que o abastecimento seja suficiente. Quanto ao fornecimento de gás, ainda é aguardada a regularização do registro de CNPJ do condomínio.

 

Fonte: Guarulhos Hoje