Saúde confirma morte de guarulhense em São Paulo por febre amarela

0
321

 

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou neste domingo, 7, que um morador de Guarulhos, um homem de 69 anos, que tinha chácara em Nazaré Paulista, próximo à divisa de Mairiporã, faleceu no último dia 25 de dezembro, em um hospital de São Paulo, em decorrência de febre amarela. O resultado da necropsia confirmando a causa da morte foi divulgado neste final de semana.

 

 

O homem, morador do Jardim Munhoz, região da Ponte Grande, esteve acompanhado da esposa duas vezes na chácara em Nazaré Paulista, em dezembro. No dia 18 daquele mês, começou a apresentar os primeiros sintomas da doença. No dia 20, foi encaminhado a um médico do convênio, em um serviço no bairro do Tatuapé, em São Paulo, onde permaneceu internado. Um dia depois foi transferido para um hospital particular também na capital, sendo encaminhado à Unidade de Terapia Intensiva, devido ao agravamento de seu estado. Apesar de passar por diversos exames laboratoriais e tratamentos, veio a óbito no dia 25.

 

Foram solicitados exames para apurar as causas da morte, com suspeita para leptospirose ou febre amarela. Somente nesta sexta-feira, dia 5 de janeiro, a família foi informada do resultado negativo para leptospirose e positivo para febre amarela.

 

A Secretaria Municipal de Saúde vem mantendo ações diversas para a vacinação da população contra a febre amarela, desde que os primeiros casos de mortes de macacos infectados pela febre amarela, em áreas próximas à Serra da Cantareira, foram confirmados. Neste sábado por orientação da GVE (Grupo de Vigilância Epidemiológica), houve vacinação nas Unidades Básicas de Saúde do Jardim Munhoz, Ponte Grande e Cavadas, além do controle vetorial na área.

 

A Secretaria Estadual de Saúde também já informou que vai estender a campanha de vacinação para todo o Estado de São Paulo.