Movimento Passe Livre perde força

0
355

 

A quarta manifestação contra o aumento da tarifa de ônibus em Guarulhos, que aconteceu na tarde de ontem no Centro da cidade e tinha mais de 450 pessoas com presença confirmada nas redes sociais, perdeu força e reuniu apenas 60 jovens. Eles se reuniram no calçadão da rua Dom Pedro II, em frente à igreja matriz, e diferente dos outros três atos, não caminharam pela cidade.

Os integrantes do ato, organizado pelo Movimento Passe Livre Guarulhos, não quiseram falar com a imprensa, do mesmo modo que se recusaram a conversar com o secretário de Transporte e Trânsito, Atílio Pereira,, alegando perseguição por parte da mídia local. Eles aproveitaram o clima de Carnaval e passaram todo o tempo cantando marchinhas contra o aumento da tarifa, com cartazes em mão.

 

tarifa-onibus

A Polícia Militar, diferente dos outros atos, compareceu em pequeno número e apenas acompanhou de longe, já que os manifestantes não caminhariam pela cidade. Segundo a capitão Luciana, que comandou a operação, 15 policiais estavam no apoio em frente à igreja matriz, mas a corporação estava preparada para alguma mudança de situação.

O primeiro ato contra o aumento de ônibus aconteceu no dia 12 de janeiro, reuniu em torno de 200 pessoas, que caminharam da matriz até a ponte Aniello Pratici, que acessa a Via Dutra, e depois caminharam pelo Centro. A segunda manifestação levou 150 pessoas.

 

Fonte: Guarulhos Hoje