Trem em Guarulhos ficará pronto em 2018

1
1457

 

Prometida para 2014, a Linha 13-Jade da Companhia Paulista de trens Metropolitanos (CPTM), que liga o aeroporto de Cumbica à rede ferroviária existente, só deve entrar em operação em 2018. Segundo o secretário de Transportes, Clodoaldo Pelissioni, o atraso se deve as dificuldades na licitação e licenciamento ambiental, mas principalmente pelo fato do governo federal não ter repassado uma verba de R$ 250 milhões do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

“Eram R$ 250 milhões para se comprar a energia, os trens, sinalização, todo o sistema de telecomunicações e infelizmente o dinheiro não veio ainda. Estamos atrás de alternativas porque nós precisamos licitar esses serviços e executá-los e isso demora cerca de um ano e meio e dois anos. Buscamos uma solução rápida para que ainda neste ano publiquemos as licitações para que no início do próximo ano, não só as obras civis, mas todos os serviços podem estar em andamento. Com isso as obras civis deverão ser concluídas no início de 2017 e a linha entrar em operação no final de 2017 e início de 2018”, explicou.

O governador Geraldo Alckmin criticou o atraso no repasse. “Nós estamos fazendo sozinhos com recursos do Estado. Queremos [a verba] mas não recebemos nada até agora e também não tem previsão de receber”, disse ontem durante inauguração do trecho Cecap-Vila Galvão do Corredor Metropolitano Guarulhos-Tucuruvi.

 

trem-guarulhos

Os trens da Linha 13 serão diferenciados com a disponibilidade de bagageiros para os passageiros que desembarcarão no aeroporto possam levar suas bagagens com segurança e facilidade. “Vamos publicar o edital dos trens em setembro. Serão oito trens novos que serão adquiridos já com essa característica”, destacou Pelissioni.

União

 

Em nota, o foverno federal afirmou que o governo estadual pediu alteração do objeto para os quais serão destinados recursos pleiteados para a Linha 13 Jade. Diante da mudança de objeto protocolada, o projeto terá de tramitar novamente. Vale lembrar que desde 2003, o governo federal, por meio do Ministério das Cidades, tem uma carteira de investimentos para o estado de São Paulo no valor de R$ 157 bilhões, sendo R$ 65,2 bilhões em mobilidade urbana. Em todo o país, a carteira de investimentos é de R$ 559,8 bilhões, com R$ 159,8 bilhões em mobilidade urbana.

 

Fonte: Guarulhos Hoje