SP atrasa reforma de ponte no Vila Any

0
1247

 

A Prefeitura de São Paulo ainda não fez o repasse do valor de R$ 1,8 milhão à Prefeitura de Guarulhos para construção da nova ponte que liga as cidades nos bairros de Itaim Paulista (São Paulo) com a Vila Any (Região Pimentas). Ambos os prefeitos são do Partido dos Trabalhadores (PT).

 

Em vistoria realizada nas obras do Trevo de Bonsucesso, na semana passada, o prefeito da cidade, Sebastião Almeida, disse que entrará em contato com o prefeito Fernando Haddad para cobrar o recurso o mais rápido possível.

 

“A minha briga agora vai ser com o Haddad porque ele tem que entrar com a parte dele. Nós estamos executando a obra, mas foi feito um compromisso ali com a prefeitura de Guarulhos, o governo do Estado e a Prefeitura de São Paulo”, disse o prefeito de Guarulhos.

 

A ponte que fazia a ligação entre os municípios foi interditada em 30 de outubro de 2013, quando laudos da Defesa Civil constataram o risco de desabamento.

 

ponte-guarulhos

Precariedade – Ponte antiga não tinha passarela para pedestres (Foto: Lucas Dantas)

 

Por ligar municípios e ficar acima do Rio Tietê, as Prefeituras primeiramente responsabilizaram o Governo do Estado pelo serviço. Após um jogo de “empurra empurra”, ocorreu um acordo de dividir as despesas. A Secretaria de Transporte e Trânsito de Guarulhos ficou encarregada da obra.

 

A nova ponte, que está com obras em execução desde outubro do ano passado, foi orçada em R$ 6,1 milhão, dos quais R$ 2,5 milhões são do Estado e o restante de R$ 3,6 milhões deve ser divido pelas entidades municipais, ou seja, R$ 1,8 milhão para cada prefeito.

 

Em nota, a Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras (Siurb) de São Paulo disse que manterá a parceria firmada com Guarulhos. “No entanto, por se tratar de um convênio intermunicipal, com repasse entre dois entes e participação do Governo do Estado, existem prazos e trâmites jurídicos que devem ser respeitados e que levam mais tempo.”, diz a nota.

 

A antiga ponte já foi demolida e uma passarela foi erguida para pedestres. A nova passagem terá mão dupla e deverá aumentar a mobilidade da via em até 50%.

 

Fonte: Folha Metropolitana