Rodízio de água acaba para metade da população guarulhense

0
998

 

Considerando as duas obras já entregues em dezembro e uma série de melhorias operacionais, cerca de 700 mil pessoas (50% da população guarulhense,hoje estimada em 1,4 milhão) já contam com água diariamente na torneira de suas casas. O rodízio já acabou em bairros como Bom Clima, Bosque Maia, Cocaia, Cidade Martins, Fortaleza, Ponte Grande e Vila Galvão. As informações foram apresentadas pela Sabesp e Prefeitura de Guarulhos em evento de prestação de contas, na manhã desta terça-feira (29), no Hotel Monaco, na região central da cidade.

 

Foto: Fábio Nunes Teixeira/PMG

Na ocasião, foram apresentadas diversas ações pontuais que também melhoraram a vida da população desde que a companhia de saneamento incorporou o Saae à sua gestão. Nesse período, foram executados mais de 3.500 serviços como consertos de vazamentos e manutenções nos sistemas de água, que reduziram perdas, aumentaram a eficiência operacional e diminuíram a duração do rodízio. Outras grandes obras estão em andamento e serão totalmente concluídas até dezembro de 2019, regularizando o abastecimento de água no município.

 

“Fui vereador por oito anos e estou há dois anos como prefeito, totalizando uma década de serviços prestados à cidade. Conheço cada canto, cada lugar, sei da necessidade que os moradores enfrentam e do que precisam. Não ter água todos os dias, para sua higiene pessoal, para cozinhar, por exemplo, é muito complexo. Quando a água não chega compromete a qualidade de vida”, afirmou o prefeito Guti. “Dia 8 de dezembro veremos que esse trauma, o problema da água, terá chegado ao fim. Não tem legado maior para um gestor do que poder fazer algo dessa magnitude ”, acrescentou.

 

Segundo o diretor presidente da Sabesp, Benedito Braga, em meados de fevereiro mais de 900 mil pessoas não sofrerão mais com as torneiras vazias. “Assumimos oficialmente há um mês e 700 mil cidadãos já estão fora do sistema de rodízio. Com um trabalho exemplar, a Sabesp, primeiramente com o fim do rodízio e, em uma segunda etapa, com a ampliação do saneamento básico, quer oferecer condições para o desenvolvimento econômico de Guarulhos e proporcionar mais qualidade de vida aos seus moradores”, ressaltou.

 

De acordo com o prefeito, o planejamento é que, até o final de 2020, o município possa tratar 40% do tratamento. “Começamos com 2% e alcançamos, com muita força e empenho, 12%. Ainda não é um número para se comemorar, mas sair de 2% para 40% será um grande marco. Saneamento é saúde pública, assim como um abastecimento adequado”, disse Guti.