Prefeitura e UnG vão restaurar a Casa da Candinha

0
1029

 

O prefeito Sebastião Almeida e a reitora da Universidade Guarulhos, Luciane Lúcio Pereira, assinaram na manhã desta terça-feira (1º) um convênio técnico-científico-cultural para elaboração do projeto para restauração da Casa da Candinha, um imóvel construído no início do século XIX, na Serra da Cantareira, em uma área denominada Sítio da Candinha, que foi tombada pelo patrimônio histórico municipal.

 

Segundo o prefeito Almeida, a parceria entre o Poder Público e a universidade será muito importante para o desenvolvimento do projeto de recuperação da área. “Esse é o primeiro passo para iniciarmos a recuperação de um dos sítios históricos mais importantes do nosso município”, disse o prefeito Almeida.

 

 

O projeto será elaborado pelo Escritório de Arquitetura da UnG e deve ser concluído ainda no primeiro semestre do próximo ano. Segundo a reitora da Luciane Lúcio Pereira, a iniciativa é importante porque permite aproximar professores e alunos da sociedade. “Você faz um ensino melhor na hora em que tem um projeto como esse, pois o ensino é ancorado na prática, não é a teoria pela teoria”, afirmou.

 

A Casa da Candinha foi construída no início do século XIX. O imóvel é a antiga sede da Fazenda Bananal, cuja área chegou a ocupar cerca de 25% do território de Guarulhos. Essa região foi palco de um intenso processo de mineração de ouro no contexto do Brasil Colônia, com importantes registros arqueológicos e a presença de trabalho escravo de negros africanos e indígenas.

 

O secretário municipal de Cultura, Edmilson Souza, destacou que o projeto elaborado em parceria com a UnG permitirá à Prefeitura buscar financiamentos e patrocínios junto à iniciativa privada para a execução da obra de restauração do imóvel. “Esse imóvel tem grande valor, porque conta uma parte muito importante de nossa história”, concluiu.

 

Fonte: Prefeitura de Guarulhos