Pesquisa do Procon aponta variação de até 308% no preço de material escolar

0
336

 

O Procon Guarulhos realizou na última quinta-feira (10) uma pesquisa comparativa de preços de 25 itens de material escolar, que indicou variação de preços que podem chegar a 308,33%. As equipes do órgão fizeram o levantamento em seis estabelecimentos comerciais: Armarinhos Fernando, Kalunga E-commerce, Kalunga loja física, Saraiva on-line,  Gimba on-line e Magazine Juá.

 

 

De acordo com a coordenadora do Procon local, Vera Gomes, isso reafirma a necessidade do consumidor sempre pesquisar os preços antes de comprar, se quiser economizar. “O consumidor deve ficar atento à variação de preços e pesquisar muito antes da compra, levando-se em conta a soma total do valor, a forma de pagamento e a vantagem oferecida pelo estabelecimento comercial” salienta.

 

Variação

 

Os fiscais do órgão constataram maior variação no giz de cera da marca Acrilex, 308,33%. O maior preço do produto encontrado foi de R$ 4,90 na loja Saraiva on-line, já o menor R$ 1,20 na loja Kalunga on-line e na física pelo mesmo preço. Em segundo lugar a maior diferença constatada foi a do lápis preto nº 2 (pacote quatro unidades), da marca BIC, que chegou a 179,56%. O mais caro foi na loja virtual Gimba pelo valor de R$ 6,29, enquanto o menor preço encontrado, R$ 2,25, foi na loja Magazine Juá. Em terceiro lugar ficou a cola bastão pequena da marca Pritt, cuja variação chegou a 140,54%. A loja virtual Saraiva vendia por R$ 8,90, enquanto a Kalunga pelo valor de R$ 3,70.

 

Os agentes do Procon pesquisaram os seguintes itens: lápis preto nº 2 com quatro unidades; borracha; apontador com depósito; caneta esferográfica (azul, vermelha e preta); tesoura; cola branca liquida; cola em bastão; lápis de cor 12 cores; giz de cera 12 cores; lápis para desenho; canetinha 12 cores; caneta marca texto; régua transparente; conjunto de desenho (transferidor de grau e esquadro); compasso; pacote de sulfite 500 folhas; folha de almaço com 16 unidades; caderno brochura capa dura pequeno com 50 folhas; caderno universitário 10 matérias; massa de modelar e tinta guache 12 cores.

 

O material escolar temático (personagens, logotipos e acessórios licenciados) em média é seis vezes mais caro do que o material comum. Dessa forma, é sempre bom conversar com os filhos e ensiná-los a economizar.

 

A lista completa da pesquisa poderá ser acessada através do site do Procon Guarulhos no portal da Prefeitura: https://www.guarulhos.sp.gov.br/coordenadorias/protecao-e-defesa-do-cons….

 

Dicas

 

1) As instituições de ensino não podem exigir que o material escolar seja comprado no seu estabelecimento. O consumidor tem direito à liberdade de escolha do local, de acordo com o art. 6º, inciso II, do Código de Defesa do Consumidor (CDC), exceto se o material for apostilado e produzido pela própria instituição de ensino;

 

2) A escola não pode exigir na lista de materiais produtos como de limpeza, material de escritório, papel higiênico  etc., ou seja, produtos de uso pessoal, vez que a obrigação é da escola, uma vez que o aluno (pais ou responsáveis) já pagam mensalidades. A proibição vem estipulada na Lei nº 12.886/2013;

 

3) Revejam os materiais antigos como mochila, lancheira, estojo, entre outros, se podem ser reaproveitados;

 

4) A troca de livros didáticos entre alunos também é uma maneira de economizar;

 

5) Opte pela compra coletiva com outros pais, alguns estabelecimentos fornecem descontos para compras em grandes quantidades;

 

6) Pesquise muito, nem sempre o produto comercializado pela loja virtual é mais barato do que a loja física;

 

7) O produto adquirido possui a garantia legal, segundo o Código de Proteção e Defesa do Consumidor, art. 26, inciso II, de 90 dias se for durável.

 

Serviço

 

Para mais esclarecimentos, o consumidor deverá contatar o telefone 151 ou Whatsapp: 11-99656-9677, ou se preferir comparecer a uma das unidades do Procon na cidade, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 8 às 16 horas.

 

Procon Central: Rua Sete de Setembro, nº 164, Centro. Telefone: 2468-0008.

Procon São João: Rua Mesquita, nº161, Jardim São João. Telefone: 2408-4315.

Procon Pimentas: Estrada Capão Bonito, nº 53, Conjunto Marcos Freire, prédio do CIC. Telefone: 2484-1070.