Patrulha Maria da Penha detém mais um agressor na cidade

0
236

 

Na última segunda-feira, dia 21, a Guarda Civil Municipal, por meio da Patrulha Maria da Penha, conduziu um homem de 43 anos à Delegacia de Defesa da Mulher por descumprimento de medida protetiva, que determina uma distância mínima de 300 metros, bem como a proibição de qualquer aproximação ou contato com a vítima por qualquer meio de comunicação.

 

A Patrulha Maria da Penha é vinculada à Guarda Civil Municipal. Foto: Fábio Nunes Teixeira / PMG

 

Conforme relatos da vítima, uma mulher de 36 anos, o agressor invadiu a sua casa de madrugada e, visivelmente embriagado, a agrediu. Diante disso, ela dirigiu-se ao 2° Distrito Policial (DP), na Vila Galvão, e registrou um novo Boletim de Ocorrência, uma vez que já possui outros seis em nome do acusado. No entanto, ao retornar à sua residência no Jardim Palmira, onde mora com os filhos, a vítima constatou que o agressor permanecia no local e decidiu acionar o serviço 153 da GCM de Guarulhos.

 

A equipe da Patrulha Maria da Penha compareceu ao local e deteve o acusado, encaminhando-o à autoridade policial, que lavrou o Boletim de Ocorrência e, em seguida, conduziu-o ao 1° DP de Guarulhos, para aguardar pela audiência de custódia.

 

O objetivo da Patrulha Maria da Penha é assegurar o acompanhamento e o atendimento das mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, fiscalizando as medidas protetivas determinadas judicialmente. Em 2018, foram monitorados 15 casos. Neste ano, até o momento, já são 18 atendimentos.