Muro cai em Cumbica

0
389

 

Uma empresa particular começou a retirar nesta quinta-feira, 15, entulhos de um muro que desabou sobre dois carros no dia 7 na Região Cumbica. Ninguém se feriu na ocasião.

 

Um dos carros destruídos pelos escombros (um Renault Clio) pertence ao autônomo Ederson Luiz de Souza, 32. Ele estacionou o veículo na Rua Iracema e quando voltou para buscá-lo levou um susto. “Uso o carro para vender ovos. Atualmente, esta é a minha única fonte de renda. Como o carro está destruído, não tenho como trabalhar”, lamenta.

 

O veículo de Souza não é segurado e o autônomo ainda paga as prestações do automóvel. “Falta um ano ainda para eu quitar meu carro”, acrescentou.

 

carros-cumbica

Perigo – Defesa Civil orientou que empresa faça a demolição de todo o muro. Trabalho de remoção começou ontem (Foto: Silvio Cesar)

 

O muro protegia o imóvel onde funciona a fábrica de cosméticos Sidepal. O contador da empresa, Gilson Malta, afirmou que a Sidepal não irá indenizar Souza nem o proprietário do outro carro, que não foi localizado pela reportagem até a conclusão desta edição. “A Sidepal não é dona do imóvel. Nós o alugamos. Por isso, quem deve responder pelo acidente é o proprietário do prédio.”

 

A reportagem requisitou os contatos do dono do imóvel. No entanto, Malta afirmou desconhecer o telefone do proprietário. Ele acrescentou que o muro ruiu após uma forte chuva que caiu no dia 7.

 

O local foi analisado pela Defesa Civil, que orientou os responsáveis pela empresa a demolirem todo o muro. “Também ficou constatado que a queda do muro não abalou a infraestrutura de nenhum outro imóvel”, diz trecho de nota da coordenadoria.

 

Fonte: Folha Metropolitana