Imóveis em Guarulhos são mais baratos do que a média nacional

0
606

O Índice FipeZAP, estudo realizado pelo ZAP (www.zapimoveis.com.br), maior portal imobiliário do país, em parceria com a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), apontou que o preço médio dos imóveis em Guarulhos é de R$ 4.510 por cada m², 61% menor do que a média nacional, onde o valor do metro quadrado é de R$ 7.369.

Guarulhos passou a fazer parte do índice no mês de agosto, e além de apresentar o valor médio do m², o estudo mostra que a variação dos preços dos imóveis na cidade foi de 5,8% em 2014. Outro dado apresentado indica que o preço de um apartamento de 100 m² no município custa 12,8 vezes mais do que a renda média anual da população, número também menor do que a média nas cidades brasileiras, onde o imóvel é 19 vezes mais caro do que o renda per capita.

 

imoveis-em-guarulhos

De acordo com o estudo, a cidade com os imóveis mais caros do Brasil é o Rio de Janeiro, onde o preço do metro quadrado é de R$ 10.699. Na sequência aparece São Paulo, com um valor médio de R$ 8.186 por m². Já na relação entre a renda média anual da população e o preço de um apartamento de 100 m², a cidade com o índice mais alto é São Vicente, onde o imóvel custa 35,8 vezes mais do que o que uma pessoa recebe por ano.

O Índice FipeZAP de Preços de Imóveis Anunciados é o indicador de preços de imóveis considerado o principal termômetro do mercado imobiliário brasileiro produzido em parceria entre a FIPE e o ZAP Imóveis desde 2008.

 

Cai o número de pessoas que compra imóveis para investir 

 

Outro dado apresentado pelo FipeZAP mostra que caiu o número de pessoas que compra imóveis como forma de investimento no segundo trimestre de 2014. No primeiro semestre deste ano, 48% dos que compravam eram para investir, e entre abril e junho o total de investidores foi de 34%. É o menor percentual desde o início de 2013, quando o estudo começou a ser realizado.

A pesquisa aponta também que 41% dos compradores acreditam que o preço do metro quadrado vai subir em curto prazo, 36% que vai se manter no patamar atual e 23% consideram que o preço vai cair. Considerando um período de 10 anos, 19% das pessoas acham que o preço do imóvel vai subir abaixo da inflação, 31% acreditam que o valor variará de acordo com a inflação, e 51% entendem que em 10 anos o preço dos imóveis subirá acima da inflação.

 

Fonte: Guarulhos Hoje