Guarulhos registra 353 casos de dengue neste ano e Prefeitura alerta para combate aos criadouros dos mosquitos

0
76

 

De acordo com o mais recente boletim divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde, Guarulhos registrou 353 casos de dengue entre o dia 1° de janeiro e 5 de maio deste ano. O número é quase a metade do que o registrado no mesmo período de 2021, quando 626 casos foram confirmados. Mas o momento exige atenção de todos para manter o mosquito Aedes aegypti longe das residências.

 

Foto: Fabio Nunes Teixeira/PMG

A região com mais casos confirmados é a Cantareira, com 117. Em seguida vem a Pimentas/Cumbica, com 94, depois a regional São João/Bonsucesso, com 76, e por último a região Centro, com 66 pessoas infectadas com o vírus da dengue. Como a doença é sazonal, ocorrendo durante o verão devido às altas temperaturas e às chuvas abundantes, com a queda da temperatura a tendência é que o número de casos diminua.

 

Ações

O Departamento de Vigilância em Saúde, por meio do Centro de Controle de Zoonoses, realiza constantes ações de controle vetorial das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, como dengue, zika e chikungunya. A visita casa a casa, por exemplo, é uma ação de educação e orientação contínua aos munícipes sobre como eliminar possíveis criadouros do mosquito.

No entanto, das 12.998 residências visitadas no final de abril em alguns bairros das quatro regiões de saúde, os agentes tiveram acesso somente a 7.131. As outras 5.867 casas encontravam-se fechadas e, portanto, sem acesso ao morador e ao seu quintal.

A Prefeitura de Guarulhos pede a colaboração de todos os munícipes no combate ao mosquito da dengue. Eliminar os possíveis criadouros, que são locais e recipientes que acumulam água parada, é proteger a família e a vizinhança de doenças que podem ser fatais.

Para denunciar possíveis focos acesse o Portal de Serviços (servicos.guarulhos.sp.gov.br), selecione a aba Guia de Serviços no topo da página, clique em Denúncia e Fiscalização entre as opções abaixo do título Vigilância em Saúde, selecione Denúncia de Criadouro de Mosquito Aedes aegypti e clique em Serviço Online.

A população também deve estar atenta aos principais sintomas da dengue: febre alta (39º a 40º), dores de cabeça, cansaço, dor muscular e nas articulações, manchas vermelhas na pele, enjoos, vômitos, indisposição e dor abdominal. Em caso de sintomas é indicado procurar um serviço de saúde para orientações.

A automedicação é um risco à saúde, ainda mais tratando-se de dengue, para a qual medicamentos anti-inflamatórios não hormonais (ou não esteroides) e derivados de ácido acetilsalicílico (ASS) são contraindicados em todos os casos da doença.