Guarulhos é destaque em rankings de saneamento básico

0
1615

 

Guarulhos realiza o maior programa de saneamento de sua história. No que diz respeito ao tratamento de esgoto, a cidade reverteu um quadro negativo, saindo de 0 para 50% de capacidade total de tratamento, nos últimos quatro anos, com a implantação dos Sistemas São João, Bonsucesso e Várzea do Palácio, respectivamente, em 27 de setembro de 2010, 11 de dezembro de 2011 e 30 de junho de 2014. Com relação à coleta de esgoto, o índice de cobertura saltou de 65%, aproximadamente, na década passada, para 84%, de acordo com o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) 2012, dados oficiais disponíveis para o Setor Saneamento; um avanço significativo.

 

As obras do Programa de Tratamento de Esgoto de Guarulhos são executadas pelo Saae de Guarulhos desde janeiro de 2008, com recursos próprios e do Governo Federal. Além das ETEs, são executados redes coletoras, coletores-tronco, linhas de recalque e interceptores; até o momento, estão destinados para esse programa R$ 495.142.688,28.

 

saneamento-guarulhosETE Várzea do Palácio entrou em operação em 2014

 

No que se refere ao abastecimento de água, 99,5% (SNIS 2012) da população é atendida. Nos últimos 13 anos foram aplicados cerca de R$ 181 milhões, incluindo recursos próprios e do Governo Federal, para ampliar o serviço, saltando de 200 mil ligações de água no ano 2000 para 345.464 ligações em abril de 2014. Paralelamente, o Saae atua fortemente na questão de controle e redução de perdas de água, tanto que conseguiu antecipar os investimentos e reduzir o índice de perdas totais de 51,06% (em 2000) para 37,2% (SNIS 2012). Vale explicar que a perda total corresponde à soma de duas parcelas: perda física (que corresponde, principalmente, aos vazamentos visíveis e não visíveis na rede) e perda aparente ou de faturamento (causada, principalmente, por imprecisão nos hidrômetros, portanto não é desperdício de água potável).

 

Os resultados positivos alcançados em Guarulhos são apontados nos últimos rankings de saneamento do Instituto Trata Brasil (http://www.tratabrasil.org.br/datafiles/estudos/ranking/relatorio-completo-2014.pdf), divulgado em agosto deste ano, e da Revista Saneamento Ambiental (http://www.sambiental.com.br/SA/revista/170/), divulgado em novembro de 2013.

 

Trata Brasil

No Ranking do Saneamento do Trata Brasil, divulgado em agosto de 2014 e feito com base no SNIS 2012, Guarulhos subiu 14 posições, saindo de 55º lugar (2011) para 41º lugar (2012), entre os cem maiores municípios do Brasil em termos de população. Assim como o SNIS 2012, este estudo mostra que a cobertura de abastecimento de água é de 99,5% e a de coleta de esgoto de 84%.

O índice de tratamento de esgoto de 25,18% é um dado divergente apontado por este ranking, já que o próprio SNIS aponta índice de 35% em 2012 (quando ainda não estava em operação a ETE Várzea do Palácio). Isso ocorre devido à metodologia utilizada pelo Trata Brasil.

 

Revista Saneamento Ambiental

Na edição nº 170/2013 da Revista Saneamento Ambiental – Especial As Maiores do Saneamento, o Saae de Guarulhos aparece em terceiro lugar no ranking de Investimentos Realizados e Programados Pelas Companhias Municipais, assim como no das Maiores Municipais pela Receita Operacional Líquida em 2012. Quanto ao ranking geral, que inclui 75 entidades que atuam no setor de saneamento (entre companhias estaduais, serviços municipais e empresas privadas), o Saae de Guarulhos aparece na 21ª posição.

A revista, que traz o perfil das companhias de saneamento, apresenta os principais projetos em implantação em Guarulhos, como os do Programa de Tratamento de Esgoto, e os de abastecimento de água, com destaque para as obras de setorização, bem como os principais projetos programados em ambos os serviços.

O Programa de Educação Ambiental “Guarulhos: Saneamento Ambiental e Qualidade de Vida”, desenvolvido pelo Saae desde 2001, também é citado no perfil da autarquia municipal. Esse programa tem por objetivo promover a sensibilização e conscientização de professores, alunos e comunidade sobre as questões socioambientais locais, com referência nos recursos hídricos, e colaborar para a formação de cidadãos críticos e participativos, capazes de contribuir para a melhoria do ambiente. Desde 2001, o programa já envolveu 228 escolas das redes municipal, estadual e particular de ensino, com a participação de cerca de 237.000 pessoas, entre alunos e comunidade, além de empresas e escolas não participantes diretamente, mas atendidas por meio de palestras e roteiros ambientais.

 

Indicadores

Água – De janeiro de 2001 a abril de 2014 foram executados 460,51 quilômetros de redes e adutoras e realizadas 115.836 novas ligações de água.

Esgoto – De janeiro de 2001 a abril de 2014 foram executados 473,96 quilômetros de redes (incluem-se aí redes coletoras, coletores-tronco, linhas de recalque e interceptores implantados pelo Programa de Tratamento de Esgoto de Guarulhos) e 56.995 ligações de esgoto.

 

Fonte: Prefeitura de Guarulhos