Flamengo empata fica perto do rebaixamento

1
381

 

O Flamengo se complicou ainda mais na luta contra o rebaixamento a Quarta Divisão do Campeonato Paulista. Precisando da vitória para se distanciar da zona da degola, o time empatou em 1 a 1, contra o Itapirense, na tarde desta quarta-feira, 8, no Estádio Antônio Soares de Oliveira. O Corvo abriu o placar no primeiro tempo com o artilheiro Billy, mas tomou o gol de empate aos 47 minutos da etapa final.

 

Com o resultado, a equipe do técnico Caco Espinoza estacionou na 13ª colocação, com 21 pontos. O Itapirense foi a 19 pontos e subiu para a 15ª colocação, mas pode voltar ao posto onde estava, caso o Cotia vença o rebaixado Francana, às 20h30.

 

Na próxima rodada, o clube de Guarulhos joga contra o Tupã, fora de casa, no sábado, às 19h. Já o Itapirense mede forças contra o Francana, longe de Itapira, no domingo, às 16h.

 

Corvo abre o placar com bola parada

 

Apesar de as duas equipes precisarem de resultados positivos para se livrar da zona perigosa, o primeiro tempo foi tecnicamente fraco e os goleiros pouco trabalharam.

 

flamengo-guarulhos

 

Após resultado com gosto de derrota, Técnico Caco Espinoza deixa Ninho do Corvo na tristeza (Foto: Lucas Dantas)

 

Nos 20 primeiros minutos, não houve nenhuma jogada efetiva, até o volante Magno, da Vermelinha, fazer falta em T Rex, do Flamengo. O lateral-direito Guilherme Placca alçou a bola na área e o baixinho Billy marcou de cabeça. Com este gol, o atacante flamenguista foi a oito gols e assumiu a artilharia da Série A3, ao lado de Anderson Cavalo, do Votuporangunse.

 

Após tomar o gol, a Vermelhinha cresceu na partida e começou a criar mais chances. Aos 25 minutos, o camisa 11 Mike, recebeu dentro da área, driblou o zagueiro e chutou forte. O goleiro Douglas encaixou a bola.

 

Aos 39 minutos, Billy se desentendeu com o zagueiro Cleber e levou cartão amarelo.

 

Com um a menos, Itapirense pressiona e empata o jogo

 

O Flamengo entrou em campo para a segunda etapa com o atacante Tuco no lugar do camisa 10 Leandro Gobatto.

 

Aos oito minutos, o meio campo do Itapirense, Dedé, foi expulso por ofender verbalmente o bandeirinha.

 

A partir da expulsão, o jogo mudou e a Vermelhinha comandou a partida. Aos 14 minutos, Mike recebeu na entrada da área, dominou e chutou rasteiro. Douglas foi seguro e defendeu bem.

 

O Flamengo não conseguia impor a superioridade, mesmo jogando com um atleta a mais, no entanto, aos 22 minutos teve chance de ampliar o placar, desperdiçada por Brayan Riascos. O zagueiro Cléber cortou bola de forma errada. O colombiano pegou em velocidade, teve como opção tocar para o atacante Billy, mas preferiu chutar e errou o gol.

 

Aos 24 minutos, o Flamengo levou outro susto. O lateral-esquerdo Marcelo Villela cobrou falta e obrigou Douglas fazer outra bela defesa.

 

Precisando vencer a partida, Caco Espinoza colocou mais um atacante no time. O camisa 17 Otávio entrou no lugar do volante T Rex, mas pouco fez.

 

O Itapirense seguiu pressionando até empatar aos 28 minutos, mas o juiz anulou o gol de João Paulo. Mike fez linda jogada dentro da área, tocou para o centroavante, que chutou  e Douglas defendeu. A bola sobrou e ele marcou, mas o árbitro apitou mão na bola.

 

Aos 30 minutos, João Paulo recebeu cruzamento na área e cabeceou. A bola bateu na trave duas vezes antes de sair.

 

Dois minutos depois, no contra-ataque, Brayan tocou para Billy, que dominou na frente do goleiro e chutou para fora. Aos 34’, Billy recebeu na entrada da área, chutou com a perna esquerda e exigiu bela defesa do goleiro Diego.

 

Tomando pressão, o técnico Caco Espinoza tirou o artilheiro Billy para a entrada de Lucas Seixas. A alteração fez com que o Corvo fosse encurralado na sua defesa e, de tanto pressionar, a Vermelhinha marcou. Aos 47′, Bismarque, que havia entrado no lugar de Marcelinho empatou. O atacante recebeu a bola na entrada da área e chutou rasteiro, no canto esquerdo do goleiro, para delírio do clube de Itapira e desespero dos flamenguistas.

 

Fonte: Folha Metropolitana