Feira de Ciências dá bolsa de estudo de R$ 60 mil para vencedor

0
1244

 

Vencedor na 2ª Feira de Ciências e Engenharia (FECEG), o aluno Victor Emanuel Araújo, da escola municipal Manuel Bandeira, recebeu nesta quarta-feira (25) o prêmio do Colégio Torricelli, uma bolsa de estudos integral para cursar o ensino fundamental e médio na instituição, que custa cerca de R$ 60 mil. O estudante ficou em primeiro lugar na categoria Ensino Fundamental no evento, realizado mês passado pela Prefeitura de Guarulhos.

 

 

“A culpa é das estrelas”, disse Victor, morador da Vila Paraíso, na região do Pimentas, ao explicar o motivo que o levou a ganhar a premiação pelo trabalho de pesquisa intitulado “Viagem às estrelas”, que abordava como elas produzem energia a partir de um processo chamado fusão nuclear. O projeto também explorava o sistema solar, as galáxias, a via láctea e a atmosfera dos planetas.

 

Nada mal para uma criança de apenas 10 anos, apaixonada pelo sistema solar e que sempre gostou de estudar, mas nunca tinha ido a uma feira de ciências. “Só tinha conhecimento do assunto por meio de séries de televisão”, completa. De origem humilde, sua mãe, a operadora de caixa Francielli Araújo, 41, está orgulhosa e surpresa com o prêmio, pois nunca imaginou que alguém da família pudesse recebê-lo. “Eu, meu marido e minha filha mais velha nunca tivemos tempo para nos dedicar aos estudos. Terminamos no ensino médio. Mas com o Victor será diferente”.

 

O menino, que ficava até altas horas da noite conversando sobre elementos químicos e física quântica pelo aplicativo de celular whatsapp, com o professor orientador do seu projeto, Rodrigo de Mendonça, agora quer ser astronauta. “Meu objetivo é estudar astronomia e, principalmente, saber como funciona o universo”, revela timidamente. Ajuda para ampliar seu conhecimento e estímulo para batalhar pelo seu sonho ele vai ter, porque, além da bolsa, a coordenadora da Feceg, Marinilzes Mello, solicitou ao astrofísico Felipe Canée, doutorando na Unicamp, que o orientasse nos seus próximos projetos. E o pedido foi aceito.

 

“Nós também vamos continuar aprimorando seus estudos e desenvolvendo outras competências nele”, afirmou a coordenadora pedagógica do colégio Torricelli, Ana Silva. Em 2015, a Feira de Ciências foi direcionada aos alunos dos ensinos fundamental, médio, técnico e do EJA (Educação de Jovens e Adultos) de escolas públicas e privadas de Guarulhos, além de jovens sem vínculo institucional. A competição contabilizou o cadastro de 46 projetos.

 

Fonte: Prefeitura de Guarulhos