EPG Celso Furtado promove atividade pedagógica com pais e alunos

0
93

 

Nesta segunda-feira (7) a EPG Celso Furtado realizou uma atividade pedagógica com pais e alunos para demonstrar as aprendizagens que aconteceram ao longo do mês de fevereiro e o planejamento do trabalho que será desenvolvido pelos professores a partir dessa sondagem. Na oportunidade a gestão da escola aproveitou a presença dos familiares e entregou o kit material escolar aos alunos do 1º ao 5º ano e da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

 

 

Desde a primeira reunião de pais e educadores no início das aulas a equipe escolar orientou as famílias a participarem das ações que seriam trabalhadas, observando as consequências da pandemia, período em que as crianças estiveram longe da escola por quase dois anos e no qual muitas desacostumaram à ambientação e à rotina escolar.

 

“É fundamental resgatar o que de fato nossas crianças aprenderam e compreender como elas estão voltando pedagogicamente para a escola. Então foram realizados diversos trabalhos e ações em fevereiro para identificar quais são as necessidades de aprendizagem de cada turma, principalmente em relação à importância do apoio das famílias para avançar e sanar as dificuldades de acordo com o diagnóstico apresentado”, explica a diretora da EPG Celso Furtado, Rita de Cássia Xavier, sobre o objetivo da atividade.

 

A parceria da escola com a família foi enfatizada por todos os professores e suas turmas para que os pais e responsáveis possam auxiliar, incentivar e acompanhar as crianças, uma ação em conjunto que precisa acontecer de forma natural com o comprometimento de todos os envolvidos.

 

Os professores apresentaram o material didático que será utilizado com os alunos durante o ano, a rotina diária, o desenvolvimento da autonomia das crianças, atividades complementares, uso das tecnologias, o cumprimento dos horários, entre outros combinados para o bom desenvolvimento de cada educando.

 

Atento aos direcionamentos da escola, Daniel José de Lima estava acompanhado pelo seu filho, o aluno Daniel da Silva Lima, de seis anos, que contou sobre o que achou do encontro. “É excelente essa visão da escola, afinal nós, como pais, precisamos participar e contribuir com esse processo. Procuro sempre fazer a minha parte. Já tenho o costume de perguntar para a professora qual a dificuldade do meu filho e como posso ajudar, pois sei que ele gosta muito de brincar e sabemos que tem momento pra tudo”.