Encontro de Comunicação Audiovisual de Bariloche

0
482

 

Criar espaços de intercâmbio entre os atores da indústria audiovisual e debater a Lei de Serviços de Comunicação Audiovisual em vigor há cinco anos na Argentina foram algumas das propostas do Encontro de Comunicação Audiovisual (ECA), realizado nos dias 31 outubro e 1º de novembro em São Carlos de Bariloche, região da Patagônia.

 

audiovisual-guarulhos

Jácome, à esquerda, fala sobre a situação da legislação audiovisual no Brasil / Foto: AFSCA

 

O evento contou com mais de 2 mil participantes, entre autoridades, técnicos e especialistas do setor no Hotel Panamericano, numa promoção da Autoridad Federal de Servicios de Comunicación Audiovisual (AFSCA), entidade governamental que administra o setor. Mesmo sendo uma atividade regional, a Rede de Mercocidades viabilizou a participação do Uruguai e do Brasil, que foi representado por Guarulhos.

 

Posicionamentos

 

O jornalista Luiz Jácome, do Departamento de Relações com a Imprensa da Secretaria Municipal de Comunicação, representando o secretário da Pasta, Jaime Silva, participou do Fórum sobre a Legislação de Comunicação e Mídia na América Latina, juntamente com o diretor de Comunicação da cidade uruguaia de Canelones, Marcelo Cúneo, e o subsecretário de Relações Internacionais de Quilmes, na Argentina, Gonzalo Pérez.

 

Na oportunidade, Jácome abordou a situação da legislação no Brasil, que se encontra defasada, e destacou que os poucos artigos da Constituição de 1988 dedicados à Comunicação Social continuam sem regulamentação até hoje. “Já passou da hora de retomar a questão. O aumento dos direitos na área reduz os privilégios, sendo esse o grande ponto de resistência e trava da questão”, reforçou.

 

Ele falou ainda a respeito da forte influência da mídia da Capital sobre a região metropolitana, em especial Guarulhos, que sufoca os órgãos de comunicação locais, principalmente na questão de publicidade e da falta de espaço, tanto no espectro da TV aberta quanto no do rádio. Finalizou sua palestra enfatizando as dificuldades da Prefeitura para se comunicar com a população, necessitando utilizar todos os meios de informação e muita criatividade. “Para o setor público, a natureza da relação entre governo e cidadãos exige uma comunicação para todos, bem diferente da comercial”, conclui Jácome.

 

Fonte: Prefeitura de Guarulhos