Contenção de despesas da prefeitura

0
649

 

O reajuste de 5% de aumento real nos salários dos servidores municipais, proposto pelo Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal de Guarulhos (Stap), deve gerar um custo de aproximadamente R$ 94 milhões aos cofres do governo municipal. Mesmo assim a quantia não chega nem a metade do valor que o prefeito Sebastião Almeida pretende economizar com a redução dos custos das secretarias e da folha de pagamento dos comissionados.

 

despesas-guarulhos

 

O gasto total com a folha deve passar de R$ 1,7 bilhão, que representa 48% do orçamento total do município, para R$ 1,8 bilhão por ano. Já a economia estimada pelo Executivo é da ordem de R$ 200 milhões, ou seja, R$ 105 milhões a mais do que o valor que pode ser pago com o aumento do funcionalismo público.

 

Mensalmente, segundo dados disponibilizados no Portal da Transparência do município, a prefeitura gasta R$ 141,6 milhões com a folha de pagamento. Isso significa que no primeiro trimestre foram empenhados R$ 424,8 milhões – que descontado do valor anual que poderá chegar a folha de pagamento.

Na semana passada, Almeida publicou no Diário Oficial do município uma série de medidas que visa diminuir as despesas da prefeitura. Dentre elas, o chefe do Executivo determina que os órgãos da administração direta e indireta adotem medidas para redução de 10% das despesas com custeio. Apenas as secretarias de Educação e Saúde terão percentual de redução de 5%. Além disso, haverá economias nos gastos com combustível, água, energia elétrica e a redução de pelo menos 5% no gasto com a remuneração de comissionados. O orçamento atualizado para este ano é da ordem de R$ 3,5 bilhões.

 

Fonte: Guarulhos Hoje