Cerol é vendido livremente em Guarulhos

0
2539

 

Encontrar pessoas empinando pipas com cerol ou mesmo com as linhas chilenas, que são ainda mais perigosas, já que possuem um poder de corte quatro vezes maior do que o cerol, é muito comum em Guarulhos.

Tanto o uso e quanto a venda do cerol e das linhas chilenas é proibido, mas em todas as lojas de pipas visitadas pelo jornal Guarulhos Hoje, o produto foi encontrado. O valor depende de quantos metros a pessoa vai comprar, indo de R$ 5 até R$ 15.

 

cerol-guarulhos

No período de férias escolares, quase todos os jovens afirmam que utilizam as linhas cortantes. “Eu uso a linha chilena, assim como todo mundo que empina pipa aqui. Sei do perigo, principalmente para os motoqueiros, por isso que venho ao parque ou a algum terreno que não fique muito próximo a rua. Mas se não utilizar, vou perder minhas pipas muito rápido”, disse um garoto de 15 anos que se divertia no Parque J. B. Maciel, no Bom Clima, ao lado do Paço Municipal.

Outro problema causado pelas pipas no bairro é quando caem nos telhados das casas, pois os jovens não hesitam em invadi-las e danificar telhas, antenas, fios, entre outras coisas. “Minha casa fica vazia durante o dia, pois todos trabalham. Somente este mês, quebraram duas vezes algumas telhas aqui, e tenho quase certeza que foram jovens tentando pegar pipas”, contou Lidia Maria Caetano, de 34 anos.

Questionada a respeito de como é feita a fiscalização nos usuários destas linhas que oferecem um grande perigo, a Guarda Civil Municipal (GCM) informou que não fiscaliza o uso de cerol, pois não tem competência sobre o assunto.
Já a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SDU) disse que a fiscalização ao comércio de cerol, linha chilena e demais materiais cortantes usados com a finalidade de empinar pipas é respaldada pela Lei 7.302/2014.

Entre outras determinações, a norma prevê multa de 800 UFGs (Unidades Fiscais de Guarulhos) a quem comercializar o produto.

 

Fonte: Guarulhos Hoje