Celular e entorpecentes análogos à maconha e ao haxixe são apreendidos com visitantes em unidades prisionais de Guarulhos

0
292

 

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que, no último final de semana (19 e 20 de janeiro), nas penitenciárias I “José Parada Neto”, II “Desembargador Adriano Marrey” e no Centro de Detenção Provisória (CDP) “ASP Giovani Martins Rodrigues”, de Guarulhos, unidades administradas pela Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Metropolitana de São Paulo (Coremetro), foram realizadas apreensões de entorpecentes e celular.

 

No domingo (20), na Penitenciária I “José Parada Neto”, foi observado na sacola de alimentos levada por uma senhora substância característica à maconha, escondida dentro de um pedaço de linguiça. O entorpecente foi encontrado durante o procedimento de revista dos alimentos.

No sábado (19), na Penitenciária II “Desembargador Adriano Marrey”, a apreensão realizada pelos agentes de segurança foi de ilícitos característicos ao haxixe e à maconha, que estavam escondidos no corpo de uma visitante. Os invólucros com os entorpecentes foram vistos a partir de revista no scanner corporal.

Os agentes do CDP Guarulhos I, no domingo (20), encontraram um aparelho celular no bolso interno de uma sacola levada por visitante. Ao ser questionada a mulher disse não saber que o aparelho estava lá, pois havia pegado emprestada a sacola. O celular foi detectado nas imagens do Raio-X.

Os flagrantes foram encaminhados ao 4° Distrito Policial de Guarulhos para registro de Boletim de Ocorrência. Deve-se observar que visitas flagradas tentando adentrar com objetos ilícitos em unidades prisionais são automaticamente suspensas do rol de visita.