“Caça-gatos” do Saae descobre quase três irregularidades por dia em 2017

0
574

 

A equipe de investigação de fraudes do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Guarulhos, batizada de “caça-gatos”, vem descobrindo uma média de três irregularidades por dia neste início de 2017, sob a nova administração da autarquia municipal. Uma dessas ações foi deflagrada na última sexta-feira, dia 17, no bairro Recreio São Jorge, onde um bar foi autuado pela segunda vez.

 

 

O dono do estabelecimento já havia sido multado em quase R$ 12 mil duas semanas antes por ter feito uma ligação de água irregular (o popular “gato”), além de ter seu fornecimento cortado. Na sexta-feira, agentes da autarquia retornaram ao local e descobriram que ele havia reincidido na infração, o que gerou uma multa dobrada.

 

Entre 2 de janeiro e 17 de março, o “caça-gatos” do Saae já descobriu 198 ligações irregulares, uma média de quase três a cada dia útil de serviço. Foram 91 em janeiro, 71 em fevereiro e 36 até o momento em março. Os números englobam irregularidades em residências, estabelecimentos comerciais e industriais.

 

De acordo com a gerente comercial do Saae, Elisabete Magagnin, entre 5% e 6% das denúncias de “gatos” de fato são fraudes, mas todas são verificadas. Em janeiro, por exemplo, foram cerca de 1.500 vistorias realizadas por todo o município.

 

“Sempre que descobrimos uma fraude aplicamos a multa, que possui valores diferentes para casas, comércios e indústrias. Cobramos também uma média do que aquele local possivelmente estava consumindo e a água só volta a ser fornecida após o pagamento da multa e dos atrasados ou a realização de um acordo”, afirma Elisabete. Segundo ela, após essas providências há poucos reincidentes.