Apreendidos mais de 20 veículos por causa do Uber

0
911

 

A Prefeitura de Guarulhos, por meio dos agentes fiscais da Secretaria de Transportes e Trânsito (STT), tem feito constantemente fiscalizações para coibir o transporte ilegal de passageiros. Mais de 20 veículos nestas condições foram apreendidos este ano, entre aqueles que utilizam o aplicativo Uber e os taxis com placa de outros municípios que pegam passageiros na cidade. A STT não informou o número exato de apreensões, apenas que foram mais de 20.

As operações da prefeitura, que normalmente conta com o apoio da Polícia Militar, que faz a vistoria em documentos irregulares, são concentradas nos terminais do Aeroporto Internacional de Guarulhos. Os veículos apreendidos estão sendo levados aos pátios da cidade.

File illustration picture showing the logo of car-sharing service app Uber on a smartphone next to the picture of an official German taxi sign in Frankfurt, September 15, 2014. A Frankfurt court earlier this month instituted a temporary injunction against Uber from offering car-sharing services across Germany. San Francisco-based Uber, which allows users to summon taxi-like services on their smartphones, offers two main services, Uber, its classic low-cost, limousine pick-up service, and Uberpop, a newer ride-sharing service, which connects private drivers to passengers - an established practice in Germany that nonetheless operates in a legal grey area of rules governing commercial transportation.    REUTERS/Kai Pfaffenbach/Files  (GERMANY - Tags: BUSINESS EMPLOYMENT CRIME LAW TRANSPORT)

“Nós sofremos com os motoristas que utilizam o aplicativo Uber, pois eles já estão por toda a cidade, principalmente no aeroporto e perto dos hotéis. A fiscalização da STT tem atuado bem, com eficiência, e isso inibiu um pouco estes carros, mas não tem como pegar todos”, contou Robson de Jesus Xavier, presidente do Sindicato dos Taxistas Autônomos de Guarulhos (Sindtaxi). “Já vimos confronto entre taxistas e estes motoristas em algumas cidades, mas em Guarulhos eu oriento a não causar tumulto e evitar conflitos, senão perdemos a razão”, completou o presidente do Sindtaxi.

No aeroporto, os taxistas estão ajudando na fiscalização, pois quando avistam automóveis que suspeitam de atuar com o Uber, avisa fiscais da prefeitura, informando a placa do veículo. Os agentes então procuram o carro informado e verificam se, de fato, estão realizando o transporte irregular de passageiros.

 

Fonte: Guarulhos Hoje