Taxistas de Guarulhos protestam em SP contra aplicativo

1
432

 

Taxistas de Guarulhos estiveram ontem em uma manifestação na praça Charles Miller, na capital, protestando contra os carros particulares que fazem o transporte irregular de passageiros, com o auxílio do uso ilegal do aplicativo Uber. Em torno de 2,5 mil pessoas participaram do ato.

Cerca de 700 motoristas da cidade, reunidos em 400 táxis, tanto os que atuam nas ruas quanto os do aeroporto, se encontraram às 8h na avenida Perimetral, no Cecap, e partiram em direção a capital, onde o protesto estava marcado para as 10h, mesmo horário onde aconteceria em outras cidades, como Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Salvador e Campinas.

 

taxi-guarulhos

“O protesto foi muito positivo, pois mostrou a grande força que a categoria tem. Nós não somos contra a modernidade que os aplicativos trazem, mas sim contra os que usam os serviços clandestinos. Queremos que estes sejam banidos”, afirmou Edmilson Americano, presidente da Associação Brasileira das Associações e Cooperativas de Táxi (Abracomtaxi), que promoveu a manifestação, e também da Guarucoop, cooperativa que cuida dos táxis no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

 

Por volta das 11h30, os manifestantes deixaram a praça Charles Miller em direção à Câmara Municipal. Eles foram recebidos pela vice-presidente da Casa de Leis e por uma comissão de vereadores, que prometeram fazer uma audiência pública para discutir o assunto.

Aplicativo

 

No final da tarde de ontem, a Prefeitura de São Paulo notificou o Uber por operação ilegal na cidade. O diretor do Departamento de Transportes Públicos (DTP) da capital, Daniel Telles, afirmou em apresentação aos vereadores que não existe embasamento legal para o funcionamento do aplicativo na cidade. Segundo a DTP, a Polícia Civil e o Ministério Público Federal já foram acionados, pois o Uber é considerado ilegal.

 

Fonte: Guarulhos Hoje