Reintegração de posse não acontece no Jardim das Oliveiras

1
760

 

A reintegração de posse que estava prestes a acontecer no Jardim das Oliveiras, e que poderia tirar mais de cinco mil pessoas das suas casas, foi suspensa após uma reunião que aconteceu na tarde da última segunda-feira, no Tribunal de Justiça. Participaram da audiência o deputado estadual Alencar Santana (PT), o vereador Laércio Pereira (PT), além de juízes, promotores de Justiça, representantes dos governos federal e estadual, e dos advogados dos moradores da área e da Imobiliária Continental, que reivindica a posse.

 

“A reunião era para marcar a data da reintegração de posse e avisar aos órgãos que participariam do cumprimento. Mas nós descobrimos que o dono da área, que a Imobiliária Continental diz representar, morreu em 2012 e antes disso entrou com um processo para rescindir o contrato com a empresa”, contou Alencar Santana.

 

reintegração-guarulhos

“Por se tratar de uma causa de forte impacto social, eu intervim e pedi a suspensão da reintegração até que a análise sobre a morte do verdadeiro dono seja esclarecida”, observou o deputado estadual.

O vereador Laércio Pereira afirmou que a suspensão se deve às duvidas que ficaram em relação aos documentos apresentados. “Os herdeiros do dono da área disseram que não têm interesse em dar continuidade ao processo, e com isso queremos provar que a Continental não tem a posse legal do bairro. A reintegração foi suspensa para análise dos documentos, e agora vamos esperar uma nova audiência”, afirmou o vereador.

O presidente da Associação Comunitária do Jardim das Oliveiras, Carlos Aloísio de Barros ressaltou que os moradores estão preocupados com a situação.

“Desde o começo do ano que todos estão sabendo da possibilidade, e todos estão com medo, pois ninguém terá para onde ir caso percam as casas. A Prefeitura de Guarulhos precisa nos ajudar para termos uma situação definitiva”, concluiu Barros.

 

Fonte: Guarulhos Hoje