Melhorias em vias do Jardim Marilena

0
760

 

A prefeitura, por meio do sistema de Mutirão Comunitário, realizou uma série de intervenções nas vias do Jardim Marilena. Em maio os moradores do bairro realizaram um protesto violento reivindicando a pavimentação das vias.

No último fim de semana, por exemplo, foram concluídos os trabalhos na rua Piedade do Rio Grande, no Jardim Marilena. As obras incluíram drenagem, com instalação de 110 metros de galerias de águas pluviais e 480 metros lineares de guias e sarjetas, além de 1.200 metros quadrados de piso intertravado.

jardim-marilena-guarulhos

Outras vias na região também receberam melhorias. É o caso da rua São João da Mata, onde foram instaladas guias e sarjetas, além de colocação de piso intertravado em toda a sua extensão. O mesmo aconteceu nas travessas Frei Damião e Itambé do Mato Dentro.

Mas os trabalhos não param por aí. Na rua Madre de Deus de Minas já foram executados 50% do pavimento com guias e sarjetas – falta executar a drenagem e o restante da pavimentação. Outros 80% foram concluídos nas ruas Itambé do Mato Dentro e Frei Damião. Nesses locais, a drenagem já está completa – falta apenas a execução de uma galeria numa via próxima para finalizar a pavimentação. Em obras também a rua Bom Jardim das Minas e a travessa do mesmo nome. Lá foram executadas 30% do pavimento com guias e sarjetas – em andamento a construção de galerias de águas pluviais.

Estão com obras previstas, ainda, as seguintes vias: rua São José Alegre, que receberá 780 m² de piso, 260 m de guias e sarjetas e 75 metros de galeria; e a rua Cachoeirinha, que terá 1.800 m² de piso, 600 metros de guias e sarjetas, 10 metros de galeria e 24 metros de muro de contenção.

 

Mutirão

 

As atividades são desenvolvidas em sistema de Mutirão Comunitário e contam com material e apoio técnico do poder público e mão de obra da comunidade. Os trabalhos são realizados nos fins de semana, o que possibilita uma maior integração entre a população local. Antes de cada intervenção, são feitos o estudo do local, o levantamento do material e a mobilização da comunidade, com reuniões preparatórias.

A coordenação dos trabalhos é das secretarias de Obras e de Serviços Públicos (DOADM). As atividades têm participação da Proguaru e do Saae, além de apoio de outras secretarias da prefeitura.

 

Fonte: Guarulhos Hoje