Bichos do zoo ganham sorvetes contra o calor

0
709

 

O calor do início do ano também é sentido pelos bichos. Pensando nisso, o Zoológico de Guarulhos, na Região Vila Galvão, criou estratégias para aliviar os animais que vivem no local.

 

A veterinária Hilari Hidasi explicou que são feitos “sorvetes” para os bichos conforme a dieta de cada um. “Mas não damos isso aos animais todos os dias para não virar rotina.”

 

zoologico-guarulhos

 

O primeiro animal a ser presenteado na sexta-feira, 16, com o quitute foi a onça pintada Tiana. Com seis anos de idade, o felino ganhou carne e sangue misturados com água, formando uma pedra de gelo compacta. Após alguns minutos rondando seu território, a onça foi ao sorvete e o lambeu com gosto. “O sorvete é uma distração que oferecemos aos bichos em dias de calor. Além disso, também mantemos o tanque de água da Tiana cheio, para que ela se refresque.”

 

Além da onça, os leões Nero e Maia também se deliciaram com a iguaria. “Os animais lambem o gelo, assim como fazem com suas presas em um ambiente natural, até chegar à carne e em seguida comê-la”.

 

Atualmente, vivem no zoológico da cidade 500 espécies de animais, entre mamíferos, répteis e aves. O local fica na Avenida Dona Glória Pagnoncelli, 344, no Jardim Rosa de França.

 

Quatis e macacos também se refrescam

 

O tratador Rafael Corrêa entrou sem nenhum medo no espaço reservado aos quatis. De temperamento dócil, os animais ficaram ansiosos ao constatarem que um enorme e delicioso sorvete com baratas, larvas de besouro e frutas seria dado a eles. “Vale destacar que as baratas são criadas no zoológico. Não são de esgoto”, destacou o biólogo Marcos Melo.

 

Os bichos agarraram o bloco de gelo com as patas e  degustaram a delícia gelada.

 

Depois dos quatis, Corrêa foi até os viveiros dos macacos. Os micos leões de cara dourada ganharam sorvetes idênticos ao oferecido aos quatis, porém menores.

 

Melo acrescentou que há animais que preferem dias quentes, como a seriema. A ave vive em regiões quentes. “Em dias de calor, elas ficam muito a vontade”, disse.

 

Fonte: Folha Metropolitana