Vigilância Sanitária garante a qualidade da água consumida pelo guarulhense

0
92

 

A Prefeitura de Guarulhos, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), participa do Programa Nacional de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Vigiagua), que consiste em um conjunto de ações adotadas continuamente pelo setor para garantir à população o acesso à água potável. Desta forma, a Vigilância Sanitária, nome pelo qual é conhecido o DVS, garante a qualidade de um bem fundamental para a população guarulhense, tanto do abastecimento público como dos poços artesianos e residenciais, além da fiscalização das empresas privadas distribuidoras de água.

 

O Sisagua (Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano) é um instrumento do Vigiagua e tem como finalidade auxiliar o gerenciamento de riscos à saúde a partir dos dados gerados rotineiramente pelos profissionais do setor, que são responsáveis pelos serviços de abastecimento de água e pela geração de informações em tempo hábil para planejamento, tomada de decisão e execução de ações de saúde relacionadas à água para consumo humano.

Os responsáveis pelos sistemas de abastecimento de água no município devem, sempre que detectado qualquer parâmetro insatisfatório, realizar a alteração dos mesmos por meio de medidas corretivas e preventivas e comunicá-las às autoridades de saúde pública. O cumprimento do padrão de potabilidade de subprodutos da desinfecção deve ser verificado com base na média móvel dos resultados das amostras analisadas nos últimos doze meses.

 

Coletas mensais

A Vigilância Sanitária realiza, mensalmente, diversas coletas e envio de amostras para análises laboratoriais de forma a garantir a qualidade da água distribuída no município. As coletas de água são realizadas de forma amostral e preventiva. Atualmente, após a conclusão das análises laboratoriais, verificou-se um índice de amostras satisfatórias e compatíveis com o padrão estabelecido na legislação vigente. Caso exista alguma amostra insatisfatória, verificada após resultados das coletas realizadas, ou após análise do Sisagua, tais resultados subsidiam as ações das autoridades sanitárias, que de forma imediata tomam as providências necessárias para a correção, sempre visando à saúde da população.

De 2018 a 2022, nas ocasiões em que houve detecção de substâncias em concentração acima do valor máximo permitido, os estabelecimentos foram notificados a tomarem as medidas cabíveis, sendo a correção e normalização dos parâmetros acompanhados pelas autoridades sanitárias para que a saúde da população não seja comprometida.

A equipe da Vigilância em Saúde Ambiental de Guarulhos se compromete com uma proposta para a gestão dos riscos da exposição aos contaminantes químicos na água de poços subterrâneos da cidade, sendo o monitoramento dessas áreas realizado periodicamente.