Veja como foi Troféu Centenários

0
501

 

A estante da aposentada Maria Rosa de Jesus ganhou mais um troféu na noite do último sábado. De vestido branco, sapato baixo e maquiagem, ela caprichou também nos passos de dança, no salão enfeitado e lotado do Restaurante Popular do Taboão. Maria Rosa estava feliz por receber pelo segundo ano consecutivo o Troféu Centenários, uma homenagem da Prefeitura aos moradores de Guarulhos com mais de 100 anos de idade. “Eu ganhei mais um”, disse ela, do alto de seus 106 anos, acompanhada pelo neto Antonio Lafite.

 

O jovem, que mora com a mãe e a avó na Ponte Alta, também não escondia sua satisfação com o prêmio. “Minha avó é um exemplo e o segredo de sua vitalidade está na alimentação. Ela come pouca gordura e pouco sal”, contou. “E não consegue ficar parada por um minuto”.

 

 

Maria Rosa não foi a única homenageada da noite. Outros 17 idosos centenários receberam o troféu das mãos do prefeito Sebastião Almeida e da primeira-dama do município, Lourdes Almeida. “Estamos diante de pessoas que trabalharam muito na vida e que ajudaram a construir nossa cidade. Espero que o número de homenageados aumente a cada nova edição do Troféu Centenários”, destacou o prefeito Almeida.

 

A festa no Restaurante Popular do Taboão foi bastante animada, com música ao vivo, salgados, doces e um bolo. Mesmo assim, teve gente que não conseguiu ir porque já havia marcado outros compromissos, como é o caso de Filomena Maria de Jesus, de 101 anos. Ela aproveitou o feriado em Guarulhos para visitar uma filha na cidade de São Lourenço, no sul de Minas Gerais. Porém, mandou outro filho, Odarciso Francisco da Silva, de 60 anos, como seu representante para receber o troféu. “Vou dar nas mãos dela assim que voltar de viagem”, disse.

 

Bastante lúcida, Ana Coradi Botelho foi uma das cinco pessoas centenárias que fizeram sua estréia na premiação, pois completou 100 anos em 4 de maio passado. De vestido novo, a moradora do Jardim Santa Mena foi levada ao evento pela filha Odete e o filho Carlos. “Ela está bem de saúde, mas tem dificuldades para andar”, contou Odete. Dona Ana, porém, não perdeu nenhum minuto da festa e, de sua mesa, observava a tudo com muita atenção. O sorriso ficou o tempo inteiro estampado no rosto. “Estou contente, pois não esperava essa homenagem aos 100 anos. Fiquei muito feliz mesmo”, disse dona Ana.

 

 Maria Antonia da Silva, 107 anos, foi a campeã no quesito “torcida”. Ela ficou sentada em uma mesa composta por quase 20 membros da família. “Só não veio mais gente porque a maioria do pessoal trabalha. Ano que vem tem mais”, dizia Lucival, um de seus seis filhos, fazendo contas para lembrar dos “mais de 20 netos”, 18 bisnetos e 4 tataranetos. Moradores do Gopoúva, eles todos prestigiaram o segundo troféu de Maria Antonio, que já havia sido homenageada no ano passado.

 

“É o melhor prêmio que se pode receber numa vida. O outro está guardado lá em casa”, completou o filho. Segundo ele, a mãe hoje tem dificuldades para andar e escutar, mas ainda “enxerga melhor do todo mundo”. Com um pouco de dificuldade, dona Maria disse que esta tudo muito bonito no evento. “Gostei do troféu e da festa”, afirmou.

 

A secretária municipal de Desenvolvimento e Assistência Social Genilda Bernardes destacou que não foi fácil localizar os idosos centenários. “Por isso, convidamos as pessoas para que entrem em contato conosco se tiverem algum parente ou conheceram alguma pessoa nessa situação. Queremos que essa festa seja maior a cada ano”, disse ela.

 

A secretária ficou muito emocionada com a festa no Restaurante Popular e lembrou da necessidade de as pessoas respeitarem cada vez mais as pessoas mais velhas. “Os jovens, principalmente precisam conhecer e aprender com os mais velhos”, concluiu Genilda.

 

Fonte: Prefeitura de Guarulhos