Vedacit Vôlei Guarulhos celebra melhor campanha em apenas quatro anos na elite

0
287

 

O Vedacit Vôlei Guarulhos volta a jogar fora de casa no próximo sábado, 25, às 21h30, pela última rodada do returno da Superliga Masculina 1XBET 2022-2023. O adversário final será o Suzano Vôlei. O jogo será na Arena Suzano, com transmissão pelo Canal Vôlei Brasil (TV NSports), apenas para assinantes, pelo site: https://canalvoleibrasil.cbv.com.br/videos/superliga-1xbet-masc-suzano-volei-vedacit-guarulhos-250323 .

 

Foto: Duda Bairros

 

A equipe já está classificada para os playoffs, ocupando o G3 da tabela. O clima no Ginásio da Ponte Grande, sede do clube, é de otimismo e satisfação com os resultados obtidos na fase inicial da maior competição do vôlei nacional.

 

Para o presidente e gestor esportivo do VVG, Anderson Marsili, o planejamento pré-temporada foi fundamental desta vez.

 

“Diante de uma das Superligas mais disputada dos últimos tempos vale muito o que fizemos antes, na fase pré, antes dela começar. Isso vai desde o planejamento da formação do time, até o gerenciamento dele durante o processo.

 

Eu acredito que estamos colhendo muitos frutos, a prova é fechar a fase classificatória entre os quatro primeiros, no segundo ano consecutivo”, avaliou Marsili, que criou o Vedacit Vôlei Guarulhos em 2018.

 

A equipe está em terceiro lugar na classificação geral, somando 42 pontos, atrás do Itambé Minas (44) e Sada Cruzeiro (55). “Essa posição já concretiza e nos solidifica no que projetamos. Se olharmos nosso planejamento posso confessar que não nos surpreende, pois nos preparamos, mesmo sabendo que no esporte vale o que acontece na prática. Temos uma junção de profissionais brilhantes seja na parte de diretoria de comunicação, comissão técnica, apoiando um time de atletas brilhantes. Estamos num momento especial, óbvio que temos os playoffs pela frente, nada está garantido ainda, mas com certeza estamos colhendo muito do que foi planejado antes da pré-temporada”, disse o presidente esportivo do VVG.

 

Agora é fechar o returno e pensar no desafio dos playoffs. “Sabemos que será muito difícil manter esse nível, mas temos que focar por etapas. Já estamos conseguindo fechar a fase classificatória entre os quatro primeiros, terminando da melhor forma possível esta última rodada. Agora é aguardar para ver os confrontos e os mandos de jogo, que é fundamental. Mas eu acredito muito na nossa união e que vamos chegar na melhor forma para os playoffs”, concluiu Anderson Marsili.

 

Diversidade na prática

 

A missão de valorizar a diversidade humana e apoiar campanhas de conscientização, sustentabilidade e justiça social, tem se transformado em práticas de dentro para fora das quadras. O VVG participou ativamente e apoiou campanhas de segurança sanitária para o enfrentamento à pandemia do coronavírus e incentivou a vacinação em massa de adultos e crianças contra a covid-19, em Guarulhos.

 

O plano de Comunicação também contempla campanhas de grande alcance como Setembro Amarelo, Outubro Rosa, Novembro Azul e do Dia da Consciência Negra, que não se limita apenas em vestir os jogadores com cores diferenciadas. Jogadores e equipe técnica participam de diálogos, palestras e são motivados a usarem suas redes sociais para disseminar as ações afirmativas do projeto.

 

O time está totalmente engajado na questão de igualdade racial e de gênero. Apesar de ser um time da categoria Masculina, muitas mulheres atuam na gestão do projeto e garantem um ambiente onde a equidade é levada a sério.

 

Não é por acaso que o time usa o grito de guerra “vai flecha”. A frase remete às origens indígenas da etnia Índios Guaru, os primeiros habitantes da região, que se transformou no Município de Guarulhos, o segundo maior do Estado de São Paulo.

 

Atualmente o time mantém parceria com a comunidade multiétnica Filhos Dessa Terra, localizada no Portal dos Gramados. Uma das moradoras da aldeia é a técnica de enfermagem e assistente social Vanuza Kaimbé, de 50 anos, primeira indígena a ser vacinada contra a Covid-19, no Estado de São Paulo.

 

Em setembro de 2021 assinou convênio com a Prefeitura da Cidade de Guarulhos para implantação do trabalho de aprimoramento das categorias de base masculino e feminino (Sub 13, Sub 15 e Sub 17), categoria 50+ com Vôlei Adaptado e capacitação de profissionais de Educação Física da rede municipal. O projeto possibilitará a expansão das atividades sociais e esportivas, tendo como objetivo a transformação e desenvolvimento de crianças e adolescentes por meio do voleibol.

 

A partir de janeiro de 2022, estreou o Projeto Flechinhas em convênio com o Governo do Estado de São Paulo, com objetivo de oferecer atividades de iniciação esportiva, com foco na modalidade do voleibol, para crianças e adolescentes oriundas de comunidades em situação de vulnerabilidade social de Guarulhos, especialmente no contraturno escolar. O plano de trabalho também visa fortalecer a implantação de políticas públicas na cidade, ampliando a atuação do Vedacit Vôlei Guarulhos que já mantém, além da equipe adulta masculina.

 

O Projeto Flechinhas beneficia mais de 300 crianças e adolescentes, que são atendidas na sede do time, o Ginásio da Ponte Grande – Av. Domingos Fanganielo, 315/317, Vila Melliani, Guarulhos (SP).