Tribunal de Justiça de São Paulo abre concurso com 590 vagas para escrevente

0
693

 

Foi publicado nesta sexta-feira, 31, edital para concurso que oferta vagas de escrevente do TJ/SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo). Ao todo, a seleção vai preencher 590 vagas na capital e em cidades da Grande São Paulo e interior, sendo que 118 são reservados a candidatos que negros e 38 para pessoas com deficiência.

 

A remuneração inicial é de R$ 5.697,16, que estão inclusos o salário de R$ 4.473,16, auxílio-alimentação de R$ 42 por dia (R$ 924, considerando 22 dias) e auxílio-saúde de R$ 300.

 

tj-sp-concurso

 

O cargo exige que o candidato tenha o Ensino Médio concluído até a data da posse, além das demais exigências comuns a todos os certames como ter idade superior a 18 anos.

 

Um escrevente tem como atribuições: executar atividades relacionadas à organização dos serviços que envolvam as funções de suporte técnico e administrativo às unidades do Tribunal de Justiça, dar andamento em processos judiciais e administrativos, atender ao público interno e externo, elaborar e conferir documentos, controlar a guarda do material de expediente, atualizar-se quanto à legislação pertinente à área de atuação e normas internas

 

No último concurso, em 2014, o TJ/SP convocou um número de aprovados muito maior que a oferta inicial. Foram 1.789 aprovados, número quase quatro vezes maior que a oferta inicial, que foi de 471 postos.

 

Como se inscrever no concurso do TJ/SP

 

As inscrições serão abertas a partir do dia 10 de abril. Para realizá-la, basta acessar o site da Fundação Vunesp (www.vunesp.com.br), organizadora do processo seletivo. A data limite para candidatar-se é 17 de maio. A taxa será no valor de R$ 68.

 

O processo seletivo para escrevente

 

A prova objetiva, que será aplicada no dia 2 de julho, terá 100 questões de múltipla escolha. Os conteúdos serão de língua portuguesa; direito penal, processual penal, processual civil, constitucional, administrativo, normas da CGJ; atualidades, informática, raciocínio lógico e matemática.

 

Informações a respeito do horário e dos locais da prova serão divulgadas, oportunamente, pela comissão de organizadores do concurso.

 

Na segunda etapa, os candidatos convocados farão teste prático, em data a ser definida. O exame será composto por duas atividades: digitação e formação de texto no Microsoft Word 2010.

 

Distribuição das vagas por cidade

 

Das 590 vagas em disputa no concurso para escrevente do TJ/SP, 400 são para a cidade de São Paulo. As demais estão distribuídas entre as seguintes circunscrições judiciárias: São Bernardo do Campo e Diadema (10 postos); Santo André, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra e São Caetano do Sul (10); Osasco, Barueri, Carapicuíba, Jandira e Santana de Parnaíba (10); Guarulhos, Arujá, Mairiporã e Santa Isabel (10); Mogi das Cruzes, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Poá e Suzano (10); Itapecerica da Serra, Cotia, Embu das Artes, Embu Guaçu, Itapevi, Taboão da Serra e Vargem Grande Paulista (10); Campinas, Cosmópolis, Paulínia, Valinhos e Vila Mimosa – Foro Regional (30 vagas); Jundiaí, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Itatiba, Itupeva, Louveira, Várzea Paulista e Vinhedo (10); Bragança Paulista, Atibaia, Jarinu, Nazaré Paulista, Pinhalzinho e Piracaia (10); Mogi Mirim, Artur Nogueira, Conchal, Itapira e Mogi Guaçu (10); Rio Claro, Brotas e Itirapina (10); Limeira, Araras e Cordeirópolis (10); Pirassununga, Leme, Porto Ferreira e Santa Rita do Passa Quatro (10); Piracicaba, Capivari, Cerquilho, Laranjal Paulista, Monte Mor, Rio das Pedras, São Pedro e Tietê (10); São João da Boa Vista, Aguaí, Espírito Santo do Pinhal e Vargem Grande do Sul (10); Americana, Hortolândia, Nova Odessa, Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré (10); e Amparo, Águas de Lindoia, Jaguariúna, Pedreira, Serra Negra e Socorro (10).