Samu faz simulação de resgate no calçadão da rua Dom Pedro II

0
97

 

Quem esteve no calçadão da rua Dom Pedro II (Centro) na manhã desta quinta-feira (7) pôde ver uma simulação de acidente de trânsito com um veículo e o socorro imediato à vítima no local. A ação da Prefeitura de Guarulhos, por meio da Secretaria da Saúde, foi uma maneira de mostrar ao público como trabalham os profissionais do resgate do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu) e também uma homenagem aos 463 anos da cidade, comemorados nesta sexta-feira (8).

 

 

O motorista foi retirado do veículo pelos profissionais e foram realizados todos os procedimentos que eles fazem em uma ação real: a vítima foi retirada do carro, colocada sobre a prancha, imobilizada com os tirantes e o colar cervical, acomodada na maca e levada à ambulância para o transporte imediato ao hospital. A operação durou 12 minutos e foi aplaudida pelos populares que se encontravam no calçadão.

 

Para Anderson Alves Ferreira, coordenador-geral do Samu Guarulhos, as ações realizadas nesta semana servem para aproximar os profissionais da população e fizeram parte das comemorações do aniversário de Guarulhos. “Muitas vezes o cidadão tem uma visão distorcida do nosso trabalho. Considero muito importante essas ações para que a nossa corporação seja mais entendida pela população. O saldo foi bastante positivo”, disse.

 

CEU Bonsucesso

 

O Samu Guarulhos realizou nesta quarta-feira (6), no CEU Bonsucesso, uma ação aberta ao público de aproximação com a população. Participaram cerca de 150 pessoas.

 

Foram ministradas palestras, acompanhadas de ações práticas que enfatizaram a importância de conhecer o número de emergência do Samu (192), sempre frisando a importância de se evitar os trotes e destacando as medidas adequadas que devem ser tomadas em caso de acidentes.

 

Participaram das ações monitores e instrutores especializados do núcleo de educação em urgência, garantindo que essas atividades não prejudicassem o atendimento regular à população.

 

Os monitores compartilharam conhecimentos essenciais sobre como agir em situações críticas, abrangendo parada cardíaca, engasgamento e hemorragias. Eles ressaltaram a importância de se manter a calma e acionar o Samu rapidamente para que um atendimento rápido possa aumentar as chances de salvar vidas.