Saae é impedido de arrumar vazamento

0
399

 

Comerciantes denunciaram um vazamento que persiste há pelo menos dois meses no Jardim Palmira (Região Vila Galvão), mas eles próprios confirmam que impedem que o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) solucione o problema.

 

O empresário José Manoel Barbosa, que comanda dois comércios em frente ao local do vazamento, na altura do número 453 da Rua Glauco Antônio Galli, admitiu que impediu que o Saae quebrasse a calçada de seu estabelecimento. “Não deixei quebrar porque o vazamento está no meio da rua”, justificou.

 

saae-vazamento

Difícil – Água molha asfalto nos dias em que não há racionamento (Foto: Lucas Dantas)

 

Barbosa acrescentou que trabalha na região há 13 anos e, durante este período, houve ao menos dez vazamentos no mesmo local.

 

Outro comerciante, o dono de pastelaria André Luiz Alves, ressaltou que a água não vaza apenas nos dias que ocorre o racionamento.

 

O Saae informou que foi acionado e compareceu ao local para solucionar o problema nos dias 29 de dezembro, 6, 12 e 16 de janeiro. A autarquia garantiu que irá retornar à rua para resolver a situação – desde que seja permitido fazer a manutenção necessária no endereço.

 

Fonte: Folha Metropolitana