Roda de conversa discute a prevenção ao suicídio no Cras Centro

0
137

 

A Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social de Guarulhos promoveu na manhã desta sexta-feira (17), no Centro da Referência da Assistência Social (Cras) Centro, uma roda de conversa com discussões acerca do Setembro Amarelo, mês de prevenção ao suicídio. Cerca de 60 pessoas participaram do evento e alguns servidores compartilharam suas experiências com a população.

 

 

Uma das técnicas do Cras, Alessandra Vilares, por exemplo, falou sobre o surgimento da campanha Setembro Amarelo e discorreu sobre sua importância. “É fundamental evitar os preconceitos com quem sofre de depressão e ofertar ajuda a essas pessoas. Elas por vezes precisam de auxílio não apenas para prevenir o suicídio, mas também para tratar outras doenças mentais, como as psicossomáticas”, disse, referindo-se àquelas causadas por problemas emocionais do indivíduo e que representam uma ligação direta entre a saúde emocional e a física.

 

Por sua vez, o chefe do Departamento de Transferência de Renda de Guarulhos, Eliseu Nascimento, abordou o tema Cansaços, a Busca Constante do Ser Humano pela Paz Interior, em que frisou a necessidade não apenas de buscar o auxílio de psicólogos e psiquiatras, mas inclusive de compartilhar as angústias. “O apoio de amigos e familiares nessa hora é fundamental e também o auxílio espiritual, caso a pessoa assim deseje”, disse.

 

O Setembro Amarelo é organizado no Brasil desde 2014 pela Associação Brasileira de Psiquiatria, em parceria com o Conselho Federal de Medicina. Ainda que o atual mês seja o principal foco, campanhas de prevenção ocorrem durante o ano todo em Guarulhos. No Brasil ocorrem cerca de 13 mil suicídios anualmente.