Reajuste de energia em Guarulhos é mais alto que a média nacional

0
431

 

O aumento da energia elétrica, que está em vigor desde ontem, foi mais alto em Guarulhos do que a média de todo o Brasil. Na cidade, o reajuste médio é de 24,9%, contra 23,4% no país. O efeito será de 34,99% para os consumidores atendidos em alta e média tensão, e de 17,83% para os de baixa tensão, que são os casos das residências e pequenos comércios.

O índice aprovado pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) para a EDP Bandeirante, empresa que distribui energia em Guarulhos, é de 32,18%, sendo 24,89% relativo à revisão econômica e 7,29% referente aos componentes financeiros do processo tarifário anterior. A revisão extraordinária visa reequilibrar a receita frente ao aumento dos custos não gerenciáveis das distribuidoras.

 

energia-guarulhos

Os maiores aumentos serão nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, com alta média de 28,7%, 4,5 vezes maior que a aplicada nos estados do Norte e Nordeste, que será de 5,5%. A diferença ocorre porque as três primeiras regiões terão mais custos para cobrir com a revisão extraordinária. Um exemplo é a energia gerada pela hidrelétrica de Itaipu, que atende a todo o país e foi reajustada em quase 50% em 2015, mas que é repassada apenas às contas de luz de moradores do Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Das 63 distribuidoras de energia do país, 58 tiveram o reajuste autorizado. Os mais altos serão da Copel (36,4%), que atende a clientes no Paraná, e o da Eletropaulo (31,9%), que atua em São Paulo.

Em 2015 ainda ocorrerá uma nova alta na tarifa de energia elétrica, pois como o que entrou ontem em vigor é um reajuste extra, a Aneel autorizará o ordinário, que é aquele que acontece todos os anos. Pelo calendário da agência, em Guarulhos será no dia 23 de outubro, e o valor só será conhecido no dia do aumento, e dependem de fatores como energia comprada, encargos de transmissão e encargos setoriais, além da variação de custos que a empresa teve no ano.

 

Fonte: Guarulhos Hoje