Protesto de professores

0
716

 

No 60º dia de greve, cerca de 50 professores da rede estadual protestaram na manhã de ontem na rodovia Hélio Smidt, sentido Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos, fechando duas faixas e causando transtorno a motorista e pessoas que precisavam pegar voos. A concessionária que administra o aeroporto informou que no início da manhã a rodovia chegou a ficar completamente interditada pelos manifestantes. Por volta das 8h, todas as faixas bloqueadas pelos docentes já estavam desinterditadas.

 

educação-guarulhos

Transtorno – Movimento liderado por educadores da rede estadual causou obstrução do acesso viário ao aeroporto (Foto: Lucas Dantas)

 

O protesto também provocou lentidão na rodovia Ayrton Senna, sentido interior. O trecho voltou à normalidade por volta das 9h. O ato seguiu pela Hélio Smidt até as proximidades do Terminal 4 do aeroporto. Entre as reivindicações dos professores, escritas em cartazes e faixas, constava o reajuste salarial de 75,33%.

 

O percentual exigido é, segundo o sindicato da categoria, “necessário” para a equiparação salarial dos docentes com a de outros profissionais com formação semelhante.

 

A greve dos professores da rede estadual é, até o momento, a terceira maior da história. Segundo a categoria o Estado ainda não apresentou contraproposta aos educadores. O sindicato dos docentes (Apeoesp) informou que o governo pretende apresentar proposta só em junho, mês que antecede a data-base da categoria. Isso pode fazer a greve se estender ainda mais.

 

Fonte: Folha Metropolitana