Projeto Brincando com Pipas promove atividades com alunos da rede municipal

0
40

 

Diversão e conscientização para que crianças e adolescentes brinquem com pipas de forma segura. Além de alertar sobre os riscos de acidentes com descargas elétricas das redes de energia, o projeto Brincando com Pipas possibilita que crianças das escolas da rede de ensino de Guarulhos de todas as idades possam brincar com segurança, promovendo ações educativas e medidas preventivas.

 

Iniciativa da EDP e do Instituto Evoluir, realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, o projeto Brincando com Pipas já colaborou para a redução de até 30% das ocorrências causadas por pipas na rede elétrica nos bairros e no entorno das escolas participantes em seus quatro anos de atividades.

Nesta edição a ação envolverá 32 professores e seis mil alunos da rede pública. Na rede municipal o projeto envolve a participação de cinco Escolas da Prefeitura de Guarulhos: Edson Nunes Malecka, Jorge Amado, Mário Quintana, Tom Jobim e Gilmar Lopes.

 

 

Brincadeira e segurança

As unidades escolares foram divididas em times e desafiadas a cumprir as missões e fases para completar o jogo colaborativo junto com seus professores, após indicarem soluções a serem implantadas em cada uma delas.

“Nossa parceria com a EDP sempre foi muito boa, pois estão sempre dispostos a adaptar as propostas à realidade de nossos educandos, principalmente neste momento de pandemia. Este ano, a culminância do projeto será realizada com campanhas de mobilização, planejadas e executadas pelos próprios alunos através dos recursos da educomunicação. Esta ação é muito importante, uma vez que temos investido muito no ensino remoto na rede municipal”, afirma Fábia Aparecida Costa, subsecretária de Educação.

Na próxima quinta-feira (6) a Secretaria de Educação promove uma live destinada aos educandos das escolas participantes no YouTube com o tema “Conhecendo os caminhos da energia em Guarulhos para brincar com segurança”.

 

 

Adaptações em meio à pandemia

Em 2020 as ações do projeto foram adaptadas ao ambiente online devido às restrições impostas pela pandemia, e essa alternativa segue ainda este ano, com as principais atividades acontecendo de forma virtual. Em março, os professores participaram de um encontro sobre educomunicação como formação complementar às reuniões realizadas na última edição. As missões serão conduzidas pelos educadores e executadas de forma online pelos alunos das cinco escolas participantes até junho.

Os estudantes construirão campanhas virtuais de mobilização, compartilhadas com todos os alunos da rede municipal por meio do portal da Secretaria de Educação. As atividades incluem três vídeos com conteúdo educativo.

“Precisamos continuar reforçando constantemente esses cuidados, pois mesmo alcançando uma redução nas áreas das escolas envolvidas, o número de ocorrências de descargas elétricas no município como um todo ainda é expressivo e cresceu em relação a 2020. Não só as crianças, mas os jovens e os adultos também precisam assimilar essas precauções”, destaca a coordenadora do projeto do Evoluir, Thais Buratto.