Professores e alunos da EPG Selma Colalillo constroem árvore literária

0
206

 

Professores e alunos da Escola da Prefeitura de Guarulhos Selma Colalillo Marques, localizada na Vila Rio de Janeiro, construíram uma árvore literária que serviu como cenário perfeito para diversas ações de incentivo à leitura realizadas ao longo do Festival Literário Literalmente Isso. Atividades como contação de histórias, biblioteca circulante, leitura deleite, entre outras, envolveram familiares e toda a equipe escolar em momentos de descontração e muito aprendizado com os alunos.

 

 

“A árvore simboliza a vida eterna, por isso, decidimos montar a árvore literária para mostrar que podemos realizar a leitura em todos os lugares, até mesmo sob sua sombra. É importante para a formação de qualquer criança ouvir muitas e muitas histórias, pois é através dos livros e dos contos infantis que despertamos a importância do ouvir, do contar e do recontar histórias”, explica a coordenadora pedagógica, Priscila Nascimento.

 

Para a diretora da EPG, Rosalina Yamada, a árvore literária tem como objetivo destacar a leitura como algo prazeroso. “Decidimos construir a árvore a partir de diversos resíduos sólidos que seriam levados para a reciclagem, para que as crianças fossem estimuladas a participar e percebessem as imensas alegrias que a leitura proporciona”, disse Rosalina, sobre o novo cenário para contação de histórias.

 

 

Literatura para as famílias

 

Em parceria com as mães, funcionários e professores, os alunos da Selma Colalillo Marques também tiveram a oportunidade de escolher seus livros preferidos para serem lidos e compartilhados com os familiares em casa, através da Biblioteca Circulante. Os livros foram selecionados pelos professores, levando em conta a faixa etária dos alunos. “Assim como numa biblioteca, os professores podem trabalhar questões relacionadas à autonomia, respeito e cuidado com os livros. Já os alunos podem sugerir aos colegas nomes de autores e histórias que mais gostaram, além de socializarem com as famílias”, explica Priscila Nascimento.

 

Os pais também foram convidados a participar compartilhando contos populares, contação de histórias, dramatização de contos e fábulas infantis e leitura em diversos lugares da escola, proporcionando às crianças um ambiente mágico e estimulador. Para Aparecida Souza dos Santos, mãe do aluno Ian Paulo, a experiência foi enriquecedora. “Há tempos desejo realizar contação de histórias e ainda não havia realizado essa experiência. Foi muito gratificante e divertido esse contato com os alunos da EPG Selma Colalillo”.

 

Fabiana Escolástica dos Santos, mãe da aluna Ana Beatriz, utilizou fantoches que ela mesma confeccionou para contar história, com a participação de Pâmela de Souza Rodrigues Pianco, mãe do Lucas; Maria Cecília Mesquita Beltrame, mãe do aluno Giovanni, e seu irmão mais velho.

 

 

Professores envolvidos

 

A gestão escolar encontrou uma equipe de professores focados e dispostos a contribuir com o projeto. A professora de Artes, Talita de Araújo Cavalcante Correia, realizou o teatro de sombras e contação de histórias com os alunos.

 

A programação contou ainda com a leitura deleite realizada pela professora Marcia Geronazzo, para a turma do 3º ano. A atividade é permanente na escola e ocorre com todas as turmas, desde a Educação Infantil. A leitura é realizada pelo professor diariamente de forma inusitada, as crianças escolhem outro local que não seja a sala de aula para que a professora possa ler a história mais votada, despertando assim, o prazer pela leitura.

 

Já a professora Carla de Oliveira trouxe uma caixa surpresa para sua turma, onde colocava um livro por dia para que as crianças ficassem curiosas pela história surpresa. Após o momento de contação de histórias, Francisca Sabino da Silva Alves relatou: “Foi maravilhoso o projeto, é muito legal ver ações que incentivam pais e alunos à leitura e ao aprendizado. O projeto também aproxima os pais da educação dos filhos, estimulando-os a se encantar pela leitura”, parabenizou a mãe da aluna Jennifer Sabino.