Professores da rede estadual podem se inscrever no 11º Prêmio Professores do Brasil

0
691

 

Todos os dias, os 198 mil professores da rede estadual trabalham a fim de garantir uma Educação de qualidade aos 3,7 milhões de estudantes matriculados. Nessa empreitada, muitos projetos de excelência são desenvolvidos. Esse é o caso da professora Aloisia Laura Moretto, da EE Culto à Ciência, em Campinas, que foi uma das finalistas do Prêmio Professores do Brasil, em 2017, com o projeto “Da nascente água corrente, a história e destino de uma mina”. Por meio da observação do entorno e pesquisa, os estudantes, de Ensino Médio, produziram um relatório sobre o histórico da nascente localizada na escola, realizaram experimentos e canalizaram a água a fim de ser melhor aproveitada pela comunidade.

 

 

Esse é o momento de novos trabalhos da rede paulista serem reconhecidos por todo o país. A 11ª edição do Prêmio está com inscrições abertas até 28 de maio e quer conhecer iniciativas de sucesso em unidades escolares do ensino público de todo o país. Só podem se inscrever relatos de práticas finalizadas no ano de 2017 ou até o término da data de inscrições. Para se inscrever, é necessário acessar o site http://premioprofessoresdobrasil.mec.gov.br/, preencher o formulário, escrever o relato e fazer upload dos materiais que comprovem a realização do projeto.

 

Avaliação e Premiação

 

A seleção dos trabalhos é realizada em três etapas: estadual, regional e nacional, por comitês especializados. Em todas elas, os projetos contemplados serão premiados. Os 162 docentes que se destacarem em nível estadual receberão um troféu. No nível regional, os 30 educadores ganharão, além do troféu, R$ 7 mil e uma viagem paga pela Capes. Já no nível nacional, os seis professores melhor avaliados levarão R$ 5 mil adicionados aos prêmios das etapas anteriores.

 

Além do tema livre, o 11º Prêmio Professores do Brasil premia projetos desenvolvidos sobre temáticas especiais. São elas: Esporte como Estratégia de Aprendizagem; Práticas Inovadoras de Educação Científica; Uso de Tecnologias de Informação e Comunicação no Processo de Inovação Educacional; Educação Empreendedora; e Boas Práticas no Uso de Linguagens de Mídia para as Diferentes Áreas do Conhecimento no Ensino Fundamental e no Ensino Médio.