Processo seletivo para a Orquestra Jovem de Guarulhos prorroga inscrições até 12 de março

0
65

 

A Prefeitura receberá até 12 de março as inscrições para as vagas remanescentes do processo seletivo para a Orquestra Jovem de Guarulhos. Para participar é necessário preencher o formulário disponível no portal http://orquestrasdeguarulhos.com/, anexar cópias do RG e do CPF ou CNH, comprovante de residência e uma declaração de professor ou de instituição de ensino que comprove que o candidato está estudando música de forma regular. No mesmo site é possível conferir o edital completo.

 

 

Destinado a estudantes de música que tenham interesse em participar como bolsistas, o processo seletivo oferece oportunidades para instrumentos como violino (4 vagas), viola (2), violoncelos (2), contrabaixos (3), oboé (1), fagote (2), trombone (1) e piano (1).

 

Serão aceitas inscrições de pessoas que tenham entre 14 e 28 anos e que não recebem benefícios de programas sociais em Guarulhos. O interessado deverá comprovar ser estudante do instrumento ao qual concorre e, no caso de arquivista/montador, provar ser estudante de composição e/ou regência.

 

A Orquestra Jovem está ligada à Secretaria de Cultura, existe há 20 anos na cidade e realiza concertos regulares com os artistas do município e de todo o país, tanto na área da música de concerto quanto em interface com outras linguagens. Seus integrantes são na totalidade jovens músicos que estão em fase final de formação e a atuação no grupo é o impulso final para o desenvolvimento de suas carreiras profissionais.

 

Temporada 2024

 

Já com seus novos integrantes, a orquestra dá início à temporada 2024 das apresentações no dia 17 de março, às 16h, no Teatro Padre Bento (rua Francisco Foot, 3, Jardim Tranquilidade).

 

O espetáculo terá regência dos maestros Emiliano Patarra e Alicia Ripina na série Sangue Novo, que é um espaço aberto para artistas iniciantes. A programação terá a Abertura da Grande Páscoa Russa, op. 36, de Nikolai Rimsky-Korsakov, o poema sinfônico O Conde de Monte Cristo, de Alexandre Guerra, e Concertino para Xilofone e Orquestra, de Toshiro Mayuzumi.