Prefeitura cobra desassoreamento do Rio Baquirivu

0
896

 

O prefeito de Guarulhos, Sebastião Almeida, solicitou ao superintendente do Departamento de Águas e Energia Elétrica (Daee), Ricardo Borsari, ações emergenciais para o desassoreamento do leito do Rio Baquirivu, em uma reunião que aconteceu na manhã de sexta-feira, dia 1º.  “O rio hoje está muito assoreado e precisa de atenção especial do Governo do Estado. Qualquer chuva forte que ocorrer por lá, vai transbordar de novo”, alertou o prefeito Almeida.

 

rio-baquirivu-em-guarulhos

 

A reunião no Daee foi marcada após um pedido dos prefeitos Almeida e Abel Larini, de Arujá, durante encontro com o governador Geraldo Alckmin nesta semana, em Guarulhos. O encontro foi realizado na sede do Daee, em São Paulo, e também contou com as presenças do prefeito de Arujá, Abel Larini, do deputado estadual Alencar Santana, e do secretário municipal de Obras, Marco Antonio Toledo.

 

Segundo Almeida, as prefeituras de ambas as cidades concordam com a necessidade de o Daee realizar ações de desassoreamento o mais rápido possível na região. “A população perdeu muita coisa com as enchentes e o governador Alckmin assumiu o compromisso de que era possível pelo menos fazer uma limpeza da calha do rio”, afirmou Almeida. “Infelizmente, o superintendente do Daee alega que não tem recursos para a obra e precisa fazer um remanejamento”.

 

Borsari admitiu que marcou a reunião após pedido de Alckmin. Segundo ele, os técnicos do Daee vão visitar o local e elaborar um projeto, que será apresentado ao governador do Estado. “Ele (Alckmin) esteve na região e avaliou com os prefeitos a gravidade da situação do assoreamento do Baquirivu e das inundações que ali ocorreram”, disse o superintendente. “Estamos fazendo agora levantamentos, que serão levados ao governador para uma eventual liberação dos recursos”.

 

Fonte: Click Guarulhos