Prefeito salda dívida de R$ 1,7 milhão com professores deixada pela gestão anterior

0
231

 

Na próxima terça-feira, 15, a Prefeitura de Guarulhos saldará a dívida de pagamentos em atraso de cerca de 1.400 Professores de Educação Infantil e Básica (PEI e PEB) da Rede Municipal. O pagamento é decorrente da extensão de jornada cumprida entre os meses de junho e julho de 2016, conforme os Decretos Municipais nº 32.216/14 e nº 32.999/15, que fornecem orientações em relação ao cumprimento da jornada de trabalho dos profissionais do quadro do magistério.

 

Foto: José Luiz / Arquivo

 

Na ocasião da extensão, os profissionais cumpriram carga horária de uma hora a mais de trabalho por dia, cumprindo jornada parcial ou integral para realização das formações permanentes em serviço pelo Centro Municipal de Educação a Distância Maria Aparecida Contin (CEMEAD). Contudo, os valores referentes ao período de junho e julho de 2016 não foram computados em folha de pagamento.

 

De acordo com o prefeito Guti, saldar tal dívida demonstra, sobretudo, respeito pelos profissionais que se dedicam à profissão com responsabilidade: “Valorizar o servidor é a melhor maneira de reconhecer a sua importância, por isso, garantir os pagamentos em atraso desde a gestão passada é uma das prioridades do Governo Municipal, mesmo diante das dificuldades econômicas enfrentadas”, comemora o prefeito.

 

Segundo o Departamento de Recursos Humanos (DRH), o pagamento será realizado em folha suplementar. Os professores poderão consultar o holerite no final do mês de maio.

 

Para o secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, João Carlos Pannocchia, a revisão dos valores devidos aos profissionais do magistério enfatiza a preocupação desta gestão em consolidar políticas de valorização da categoria.  “Oferecer espaços de formação permanente aos professores, em horário de serviço, vai nos permitir buscar, atrair e preservar talentos, bem como proporcionar melhor desempenho e conhecimento de educadores da Rede Municipal”, destaca o secretário.

 

CEMEAD

 

A Formação Permanente também é uma das ações da política de valorização do magistério e, com o Centro Municipal de Educação a Distância Maria Aparecida Contin (CEMEAD), a Secel amplia as possibilidades de formação em serviço para Professores de Educação Básica com jornada parcial e integral e gestores das escolas municipais. Em 2017, cerca de 4 mil professores participaram, mensalmente, dos cursos oferecidos pelo CEMEAD. Já em 2018, cerca de 600 professores já se inscreveram nos eixos de formação. Nesse contexto, a metodologia de ensino a distância se expande e se caracteriza como uma ferramenta de inclusão digital e social, possibilitando a esses educadores o acesso a diferentes saberes e conceitos.