Prefeito decreta estado de emergência em Guarulhos

0
1749

 

O prefeito da cidade de Guarulhos, Gustavo Henric Costa, o Guti, decretou na tarde desta sexta-feira, dia 25, Estado de Emergência no município. A medida foi tomada em reunião com o secretariado, em decorrência da paralisação dos caminhoneiros, que bloqueiam as estradas de todo o país, em protesto contra o aumento dos preços dos combustíveis.

 

Foto: Paulo Uemura/PMG

Com o decreto, a Prefeitura terá prioridade para efetuar a compra de combustível na rede privada para abastecer veículos voltados a serviços essenciais, além de insumos para garantir o atendimento público emergencial.

 

Para atender a população na prestação dos serviços públicos, garantindo atenção às prioridades, a Prefeitura adotou também um plano de contingência, já em vigor desde esta quinta-feira (24), envolvendo também, além das pastas municipais, o SAAE e a Proguaru.

Estão suspensos provisoriamente os serviços de zeladoria, tapa buracos, feiras livres e coleta de lixo doméstico na cidade. Já a coleta de resíduo hospitalar se dará em caráter de exceção, com prioridade aos hospitais de maior movimento por mais dois dias: de saúde tem programação para apenas mais dois dias: segunda-feira (28) e quarta-feira (29).

Neste sábado, dia 26, o transporte coletivo circulará com 30% da frota e no domingo, dia 27, haverá 25% dos ônibus nas ruas. Na segunda-feira, dia 28, caso o cenário ainda persista, a frota deve rodar com 40% dos veículos, o que representa 367 carros.

O serviço funerário está garantido até quarta-feira. As aulas na rede municipal de ensino serão mantidas nesta segunda-feira, com fornecimento normal da merenda em todas as unidades.

 

O prefeito Guti reforça que a frota municipal será poupada e usada somente em casos considerados imprescindíveis, com prioridade para o atendimento médico/ hospitalar e para a garantia da segurança pública. Não serão utilizadas viaturas para serviços administrativos.

 

O prefeito Guti esclarece ainda que a frota municipal será utilizada em casos considerados imprescindíveis, com prioridade para o atendimento médico/hospitalar e para a garantia da segurança pública.

 

O prefeito solicita a compreensão por parte da população, no sentido de manter o lixo doméstico armazenado em casa até o retorno dos serviços de coleta.

 

A Prefeitura está tomando medidas judiciais para garantir serviços essenciais.