Pedestres correm risco com aulas práticas de moto no Taboão

0
641

 

Os instrutores de aulas práticas de moto das autoescolas que ficam na região do Taboão estão incomodados com o local onde estão trabalhando desde dezembro. O circuito para ensinar os alunos está sendo montado em uma via sem saída ao lado da rua Joaquina Maria de Jesus, mas mesmo assim o tráfego de carros e pedestres é intenso, o que atrapalha no aprendizado, além da falta de estrutura no local.

 

auto-escola-guarulhos

“Mesmo sendo uma rua sem saída, às vezes passam carros em alta velocidade, ou pessoas andando no meio da rua, o que atrapalha a gente a dar aulas. Tem uma favela bem próxima, e alguns instrutores já foram ameaçados, temos medo também pelos alunos. E uma das coisas mais perigosas são as linhas de pipa, que caem com frequência por aqui”, disse Vanessa Almeida, de 33 anos, uma das instrutoras de moto que trabalha no local.

As aulas, até o início do mês passado, eram dadas em um local fechado, um terreno particular alugado próximo ao local atual, mas o dono pediu de volta. “Não que o local anterior fosse ótimo, pois não tinha banheiro para os alunos e nem um local para tomar água, mas agora estamos ainda pior, pois na rua não temos segurança. Esses dias, um jovem que estava aprendendo a andar de moto quase caiu no córrego que beira a rua onde trabalhamos”, afirmou William Mendes, de 27 anos, que também é instrutor.

A Associação dos Centros de Formação de Condutores de Guarulhos (Aceg) era responsável por alugar o terreno onde as aulas eram feitas, e de acordo com Emerson Cavadas, presidente da Aceg, outro local está sendo procurado.

 

“O dono pediu o terreno antigo de volta, então não tivemos o que fazer. Estamos buscando locais, a prefeitura ficou de ajudar, mas não está fácil de encontrar. Queremos melhorar a situação, mas vale ressaltar que em todos os bairros as aulas são feitas também na rua”, conclui.

 

Fonte: Guarulhos Hoje