Para evitar aglomerações, Guarulhos não terá recesso no Carnaval

0
226

 

O prefeito Guti determinou que Guarulhos não terá pontos facultativos municipais nos próximos dias 16 e 17 de fevereiro, datas reservadas à comemoração do Carnaval. Desta forma, todas as repartições públicas do município, assim como os serviços nas áreas de saúde, não terão interrupção nessas datas, como tradicionalmente ocorre. O objetivo é evitar que os guarulhenses viajem ou participem de aglomerações como as registradas nas festas do final de ano, o que acarretou rápido crescimento nos índices de Covid-19 na cidade.

 

Foto: Márcio Lino / PMG

 

Segundo Guti, como as festas carnavalescas estão suspensas devido à pandemia, não há motivo para qualquer parada nessas datas. “Se concedêssemos os pontos facultativos, boa parte da população poderia viajar para regiões onde a infestação do coronavírus é maior, acarretando mais uma sobrecarga no sistema de saúde pública, a exemplo do que vem ocorrendo nesta primeira quinzena de janeiro”. O prefeito também lembra que o Brasil estará focado na primeira fase de vacinação contra a Covid-19 e uma paralisação atrapalharia as agendas já estabelecidas.

 

Por fim, Guti pontua que o setor produtivo passa por um momento delicado depois das paradas ocorridas ao longo de 2020 e precisa se recuperar. “Apesar de não ser feriado, tradicionalmente as empresas param no Carnaval, atrapalhando a produção. Assim, com a população se mantendo ativa, também o comércio e o setor de serviços serão beneficiados”, afirmou.

 

Além de tomar a decisão que tem validade apenas no município, Guti sugeriu, em reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, com mais de cem líderes municipais da Frente Nacional de Prefeitos, nesta quinta-feira (14), que a suspensão dos pontos facultativos ocorra em todo o país. “Repito. Não é momento para festas. Nesses momentos, o poder público precisa atuar para evitar que a população encontre facilidades para participar de festas ou aglomerações”, finalizou.