Nova Secretaria de Administrações Regionais acaba com 300 cargos comissionados em Guarulhos

0
95

 

A criação da Secretaria Municipal de Administrações Regionais, conforme projeto de lei do Executivo encaminhado à Câmara nesta quinta-feira (18), prevê a extinção de cerca de 300 cargos em comissão em Guarulhos. A nova pasta irá reunir diversos serviços ligados a processos de manutenção, zeladoria, conservação e melhorias de infraestrutura urbana na cidade, que se encontravam distribuídos em diferentes secretarias da Prefeitura de Guarulhos e na Proguaru, empresa de economia mista que está em processo de extinção.

 

 

“Desta forma, garantiremos maior rapidez na solução de problemas relacionados à zeladoria do município, agilizando a prestação de serviços e garantindo maior qualidade no atendimento à população”, afirmou o prefeito Guti.

 

A Secretaria

 

A Secretaria de Administrações Regionais deverá receber departamentos hoje alocados nas pastas de Obras, Serviços Públicos e Meio Ambiente, além de contar com Administrações Regionais divididas em oito regiões da cidade (Centro, Vila Galvão/Cabuçu, Taboão, São João, Cumbica, Cidade Satélite, Bonsucesso e Pimentas). Para viabilizar o funcionamento da pasta um novo PL será encaminhado nos próximos dias ao Legislativo para a criação de 30 cargos de assessoramento, ou seja, 10% do total que era alocado na Proguaru.

 

Serviços como limpeza de praças, iluminação pública, tapa-buracos, drenagem de córregos, entre outros, serão concentrados na Secretaria de Administrações Regionais. Com a transferência de alguns departamentos para a nova pasta, haverá também mudanças nas secretarias de origem, que terão novas vocações, com focos específicos. Obras, por exemplo, concentrará grandes intervenções de infraestrutura urbana, Serviços Públicos cuidará de questões específicas ligadas à limpeza urbana, assim como o Meio Ambiente passará a atuar mais diretamente na legislação inerente à preservação ambiental.

 

O PL encaminhado à Câmara deverá passar pelas comissões da Casa e levado a plenário para a aprovação dos vereadores.